Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2019

10 gaivotas devolvidas à Natureza

No 'Sábado Livre' passado, dia 26, pudemos contar com a ajuda de quase 30 participantes para as nossas devoluções à Natureza. 
Como sempre, começámos por abrir o nosso Centro de Interpretação Ambiental para mostrar penas, crânios e carapaças, e sensibilizar para a importância do trabalho que fazemos. 


Neste dia foi possível devolver à Natureza 6 gaivotas-de-patas-amarelas e 4 gaivotas-d'asa-escura que ingressaram no RIAS, todas com sintomas de intoxicação alimentar.


Agora recuperadas, poderão voltar às suas pescarias.


Muito obrigada a todos os ajudantes deste Sábado Livre.

Dia Mundial da Educação Ambiental

Hoje comemora-se a Educação Ambiental em todo o mundo.


Este dia tem a sua origem na Declaração da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente, celebrada na Suécia, a Junho de 1972. Nela foi discutida a importância de cuidar do ambiente e foi exposta a necessidade de existirem princípios comuns que proporcionariam à sociedade uma inspiração e um caminho para preservar e melhorar o nosso ambiente.

Deixamos aqui alguns marcos importantes na história da Educação Ambiental em Portugal:

- 1948: criação da Liga para a Proteção da Natureza (LPN).

- 1976: a Constituição da República Portuguesa torna-se uma das constituições mais progressistas em matéria ambiental, consagrando no seu artigo 66º, os “direitos ao ambiente” .

- 1971: criação da Comissão Nacional do Ambiente (CNA).

- 1997: a Constituição da República Portuguesa passa a atribuir ao Estado, em colaboração com as autarquias e com a participação dos cidadãos, a responsabilidade de promover a “Educação Ambiental” e o “respeito pelos valores do ambiente”.

- 1985: foi fundada a Quercus.

- 1986: entrada de Portugal na Comunidade Económica Europeia.
        expressão “Educação Ambiental” é pronunciada pela primeira vez num debate parlamentar na Assembleia da República .

- 1988: criada a Associação Almargem, com grande importância a nível regional em matéria de sensibilização ambiental.

- 1990: criado o Ministério do Ambiente e dos Recursos Naturais.
            surge a Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA).

- 1997: criado o Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (Decreto-Lei n.º 221/97, de 20 de Agosto) no âmbito da Declaração do Rio.

- 2003: criada a Associação ALDEIA, sendo um dos seus objectivos a conservação da natureza e a educação ambiental da comunidade.

- 2007: criada a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), por fusão do Instituto do Ambiente e dos Instituto dos Resíduos.
            Recriado o ICNB (hoje ICNF).

No RIAS, a Educação Ambiental sempre foi uma parte importante do centro (em funcionamento desde 2009). Temos várias atividades disponíveis, e desenvolvemos novas, de forma a ir ao encontro dos interesses de quem nos contacta.



Até hoje, o nosso centro já chegou a cerca de 70 000 pessoas no que diz respeito a sensibilização ambiental. Esperamos todos os anos fazer mais e melhor, sempre a pensar no nosso planeta.



FELIZ DIA MUNDIAL DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL!!!!

Águia-de-bonelli recuperada pelo RIAS

No passado dia 15 recebemos no RIAS uma ave de rapina muito especial! Esta Águia-de-bonelli (Aquila fasciata) chegou-nos da região de Alcoutim por não conseguir voar.


Foi então realizado um Raio-X, de onde se concluiu que não teria nenhum problema diagnosticável pelo equipamento. Posto isto, e depois de observar a ave numa câmara de recuperação, foi perceptível um problema muscular na asa esquerda, possível de tratar com uma ligadura.


Felizmente, 1 semana depois, foi devolvida à natureza na mesma área onde foi encontrada, para que possa encontrar a sua parceira, caso a tenha. Em 2011, estimava-se haver entre 116 e 123 casais desta espécie em Portugal. No entanto, continua classificada como Em Perigo no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, e é por isso importante proteger esta ave.

É uma espécie residente e de grandes dimensões, mas difícil de observar no nosso país. No Algarve e Alentejo, tem preferência por árvores de grande porte como eucaliptos e pinheiros, para nidificar. No entanto, no Norte do país, nidifica em escarpas rochosas.


Obrigada ao proprietário que a encontrou, à GNR que fez o transporte até ao RIAS, e ao Vigilante da Natureza do ICNF de Beja que a devolveu à natureza.

Somincor no RIAS

Foi com grande entusiasmo que recebemos ontem à tarde a visita de dois representantes da SOMINCOR. A empresa apoiou financeiramente a aquisição de um novo Raio-X, que irá permitir um diagnóstico mais rápido dos animais que chegam ao nosso centro, e consequentemente, uma implementação mais rápida do tratamento adequado. 


Ao longo dos anos, fomos contactados várias vezes pela SOMINCOR para prestar auxílio a animais encontrados nas imediações da empresa. Desde então, a empresa tornou-se parceira do RIAS, partilhando o mesmo interesse pela conservação e bem-estar dos animais. 



Em nosso nome e de todos os animais que irão beneficiar deste equipamento, 
OBRIGADA.




Tavira no RIAS

Hoje recebemos uma turma da escola EB 2,3 D. Paio Peres Correia de Tavira no nosso Centro de Interpretação Ambiental.


Puderam observar alguns animais em recuperação através de câmaras de vigilância, e aprender quais as causas de ingresso que os trouxeram até nós. 
Perceberam que não se deve libertar espécies exóticas na natureza, porque irão comprometer a sobrevivência das nossas espécies autóctones. Viram asas de diversas aves, desde gaivotas a falcões e mochos. Mas foi a asa de grifo, que pela sua dimensão, trouxe espanto a esta turma.

No final da visita, tiveram a possibilidade devolver à natureza uma gaivota-de-patas-amarelas, ainda juvenil. 



Obrigada pela vossa visita.

Devolução de cágados-mediterrânicos

No Sábado, dia 19, foram libertados quatro cágados-mediterrânicos no Parque Natural da Ria Formosa. 

Destes, 3 ingressaram por captura acidental, e um estava em situação de cativeiro ilegal.



Apesar de ser uma espécie ainda comum, a viabilidade das suas populações está ameaçada devido, principalmente,  à destruição dos cursos de água, a capturas intencionais e à introdução de espécies exóticas, como é o caso da tartaruga-da-flórida. 

Devolução à Natureza de um alcaravão

Ontem foi dia de devolver à natureza o alcaravão que ingressou no RIAS no início de Dezembro com sintomas correspondentes à colisão com um veículo. 


Esta é uma ave de hábitos terrestres, difícil de observar devido à plumagem que lhe permite permanecer camuflado em áreas de vegetação herbácea. 


Está presente em Portugal durante todo o ano, mas é mais abundante a sul do país. No Algarve, o sapal de Castro Marim e a ria de Alvor são dois dos locais onde a espécie parece ser mais regularmente observada.

Campanha de Apadrinhamento do Dia dos Namorados



Ao oferecer um apadrinhamento estará a contribuir simbolicamente para o trabalho do RIAS e quem o receber terá um presente original e solidário que proporciona a possibilidade de assistir à devolução à Natureza do animal apadrinhado (se tal for possível no final do processo de recuperação).

Torne-se num membro activo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal, ajude-nos! E ofereça à sua cara-metade um presente original!


Existem 3 modalidades de apadrinhamento:

Apadrinhamento Digital - 15€
Inclui:
Certificado de apadrinhamento em formato digital;
- Possibilidade de assistir à devolução à natureza do animal apadrinhado;
- Possibilidade de solicitar informações e fotografias do animal;
- Inserção do seu email na lista de divulgação do RIAS para que possa receber informações sobre as próximas actividades em que pode participar.

Apadrinhamento Standard- 25€ 
Inclui:
Certificado de apadrinhamento impresso;
Boletim informativo sobre a espécie apadrinhada;
- Possibilidade de assistir à devolução à natureza do animal apadrinhado;
- Possibilidade de solicitar informações e fotografias do animal;
- Possibilidade de visitar o RIAS  (convite para visita guiada de 2 pessoas às instalações no Dia Aberto do RIAS);
- Inserção do seu email na lista de divulgação do RIAS para que possa receber informações sobre as próximas actividades em que pode participar.

Apadrinhamento Kit Oferta- 35€
Inclui:
Certificado de apadrinhamento impresso;
- Boletim informativo sobre a espécie apadrinhada;
- Possibilidade de assistir à devolução à natureza do animal apadrinhado;
- Possibilidade de solicitar informações e fotografias do animal;
- Possibilidade de visitar o RIAS(convite para visita guiada de 2 pessoas às instalações no Dia Aberto do RIAS);
2 Brindes do RIAS;
- Inserção do seu email na lista de divulgação do RIAS para que possa receber informações sobre as próximas actividades em que pode participar.


Preencha a ficha de apadrinhamento AQUI!

Colabore com o RIAS participando nesta campanha ou contribuindo para a sua divulgação, encaminhando esta informação!

Contactos:
E-mail: rias.aldeia@gmail.com
Tel: 927659313
Morada: RIAS / ALDEIA
Apartado 1009
8700-282 Olhão

Modo de pagamento:
TRANSFERÊNCIA*: IBAN: PT50 003505550004877083028 (Caixa Geral de Depósitos de Olhão, em nome de Acção, Liberdade, Desenvolvimento, Educação, Investigação, Ambiente)

* Enviar comprovativo de transferência por correio para a morada acima indicada, ou por correio electrónico para rias.aldeia@gmail.com

A história da Annet

Há uma semana, recebemos a visita de uma amiga dos animais, e admiradora do trabalho do RIAS. 

Nos seus tempos livres, a Annet faz pulseiras. Só que a dada altura tinha demasiadas e não sabia o que lhes fazer. Foi então que decidiu vendê-las e usar esse dinheiro para ajudar o RIAS.


Temos que agradecer à Annet, e à sua família pela visita e pelo donativo. Que tenham sempre um carinho especial pela conservação e bem-estar dos animais.

2º Sábado Livre

No passado Sábado, dia 12, recebemos a ajuda de 10 participantes para libertar duas gaivotas-d'asa-escura ingressadas no RIAS por apresentarem sintomas de intoxicação alimentar. 
Após uma visita pelo nosso Centro de Interpretação Ambiental, foi explicado aos participantes que estes animais, tal como a maioria das gaivotas que aqui ingressam, chegaram desidratadas, com diarreia, e as patas paralisadas.


 Foram anilhadas para identificação, hidratadas, alimentadas e finalmente libertadas.




Fora da época de nidificação, em especial no Inverno e nos períodos migratórios, esta é a gaivota mais abundante em Portugal. 



Esperamos então que, quando chegar a Primavera, estes animais possam iniciar a sua viagem para norte.

Obrigada a todos os que participaram neste Sábado Livre.

Os segredos das nossas aves

No passado dia 10 e 11, em conjunto com o Centro Ambiental de Loulé e a Almargem, visitámos duas escolas do concelho de Loulé para mostrar às crianças que as aves têm adaptações incríveis ao habitat onde vivem, e ao alimento que necessitam para sobreviver. 

Puderam contemplar e sentir as penas que constituem as asas de bufos e águias. Umas úteis para o silêncio da noite, e outras poderosas para caçar durante o dia.


Observaram a diferença entre crânios e bicos, importantes para apanhar peixe, rasgar carne das presas ou retirar alimento do lodo.
                           

As aves de rapina nocturnas fizeram as delícias das crianças, ao perceberem que as penas na cabeça ajudam a canalizar o som para os ouvidos, característica importante para aves que caçam durante a noite.


Esta engraçada coruja não foi levada por nós. Mas este cativeiro "ilegal" deixámos passar.


O primeiro mês da Carla

A Carla chegou ao RIAS vinda da Alemanha, motivada para aprender mais sobre animais selvagens e a sua conservação. Ficará connosco até Setembro de 2019, altura em que termina o Serviço de Voluntariado Europeu (SVE) em que está inscrita.

Carla arrived from Germany to RIAS, motivated to learn more about wildlife and conservation. She will stay with us until September 2019, when she completes her European Voluntary Service (EVS) in which she is registered.


CARLA MECKE

O meu nome é Carla, tenho 18 anos e venho de uma pequena vila da Alemanha. Sempre quis viajar para outro país depois de terminar o ensino secundário, e por isso, fiz voluntariado de curto-prazo com animais domésticos na Grécia e Albânia. A seguir, comecei a procurar por voluntariado de longo-prazo na área de conservação da natureza.
Estou muito feliz por ter a oportunidade de ajudar o RIAS e aprender a trabalhar com animais selvagens.

My name is Carla, I am 18 years old and I am from a small town in central Germany.
I always wanted to go abroad after secondary school, so first I did some short-term volunteering with domestic animals in Greece and Albania. Then, I started looking for a long-term volunteer placement in the area of nature conservation.
I am really happy to have the opportunity at RIAS and learn about working with wildlife.  


RIAS Clipping | Dezembro 2018





Região Sul, 18 de Dezembro de 2018
RIAS devolve seis grifos à Natureza

Algarve Primeiro, 18 de Dezembro de 2018
Centro RIAS devolve 6 grifos à natureza


Se tiver conhecimento de outras ocorrências do RIAS – Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens na comunicação social, por favor informe-nos para rias.aldeia@gmail.com.




1º Sábado Livre do ano

Foi no primeiro Sábado Livre de 2019 que contámos com a ajuda de várias famílias para devolver à natureza um camaleão, símbolo do RIAS, e um cágado-mediterrânico. 
                                     
Depois de uma visita ao nosso Centro Interpretativo, foram então apresentadas características e factos destes animais, que alimentaram a curiosidade dos nossos visitantes.



O camaleão, bastante comum no sotavento algarvio, é uma espécie sensível à perda de habitat, com alguma dificuldade em capturar alimento, devido ao uso de insecticidas. Actualmente, a sua maior ameaça é a predação por gatos.  


O cágado-mediterrânico ingressou no RIAS pois estava em cativeiro ilegal, e foi devolvido à natureza pelo Martim, que, com grande gosto, apadrinhou este animal.



Esta é uma espécie nativa de Portugal, sendo muito encontrada em ribeiras e lagoas. As suas populações estão ameaçadas pela presença de espécies invasoras, como é o caso da tartaruga-de-orelhas-vermelhas.

Agradecemos o contributo de todas estas pessoas, e o gosto que têm pela preservação da natureza.


Iniciar 2019 da melhor forma!

Na primeira semana do ano, recebemos a visita de um grupo de amigos do RIAS, os membros do Clube do Golfe da Quinta do Lago


Depois de um passeio interpretativo na Quinta de Marim, ajudaram-nos a devolver à natureza uma pêga-rabuda que estava em recuperação desde Outubro de 2018. Esta pequena ave esteve em cativeiro ilegal durante alguns meses pelo que apresentava alguns sinais de domesticação. Aqui no RIAS foi mantida com outra ave da mesma espécie para que pudesse re-aprender os comportamentos naturais e socializar.




O RIAS aproveita para agradecer mais esta simpática visita e o donativo efectuado pelo Clube, que será utilizado para adquirir medicamentos para os animais em recuperação.

EN

RIAS - Wildlife Rescue Centre

RIAS is the Wildlife Rehabilitation and Research Centre of Ria Formosa and it is located in Olhão at Quinta de Marim. This centre has been operating for more than 25 years, having been involved in the recovery and release of thousands of wild animals after their treatment.



Since October 1st 2009, the Association ALDEIA assumed the management of the Centre under the Institute for Nature Conservation and Forestry (ICNF) guidelines, and financial support of ANA-Airports of Portugal, S.A.

As a Wildlife Hospital, our work consists in the reception of injured or debilitated wildlife, their treatment and, later, their release back to Nature  



Support us

  • Donate

RIAS bank details:
Caixa Geral de Depósitos (Agência de Olhão) Avenida da República nº 50, 8700-310 Olhão
 IBAN: PT50003505550004877083028  
BIC / SWIFT Code: CGDIPTPL

  • Sponsorship Campaign


Wildlife sponsorships contribute to help our work. The money from your donation will cover food and medical costs of the sponsored animal.
By sponsoring an animal you will be invited to be present at its release back to Nature, whenever this is possible, and will receive a Sponsorship Certificate.





Sponsorship options

 Digital Sponsorship: From 15€
You choose your animal and we will send you a certificate of sponsorship by e-mail. 

Standard Sponsorship: From 25€
Same as above but you will receive your certificate by post. This will also entitle you for a visit to our centre on RIAS opening day.

Complete Sponsorship: From 35€
Same as standard sponsorship plus offer of RIAS’ cloth bag and sticker.

For more information contact us: rias.aldeia@gmail.com



What to do if you find an injured wild animal?

1 – Avoid any noise and unnecessary handling.

2 – Catch it carefully! Use a towel if possible.



3 – Place the animal inside a cardboard box with small holes.


4–Take it to the nearest GNR station (police) or contact the nearest ICNF office:
ICNF Olhão: +351 289700210
ICNF Lagos: +351 282402320
ICNF Castro Marim: +351 281531257