O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 3 de julho de 2018

O plástico e as aves aquáticas

O plástico é um problema ambiental que afecta o nosso planeta de forma negativa a vários níveis. Para além de ser amplamente utilizado, este material é de grande durabilidade persistindo na natureza por milhares de anos. Muitos dos detritos plásticos acabam por se acumular ao longo das costas, águas superficiais, ao longo da coluna de agua e sedimentos. Os detritos plásticos representam cerca de 90% dos detritos marinhos e a vida selvagem é gravemente afectada pelos mesmos.

Num estudo intitulado “The use os stranded aquatic-associated bird surveys for plastic litter monitoring in Portugal”, Marta Basto analisou os estômagos de indivíduos de diferentes espécies aquáticas de vários centros de recuperação de Portugal, nomeadamente o RIAS. Dos 310 exemplares analisados, 15,48% tinham ingerido plástico.




Das espécies analisadas, a cegonha-branca (Ciconia ciconia) foi a que apresentou com maior frequência a presença plásticos. Foram encontradas com frequência, tiras de borracha uma vez que se assemelham a minhocas e poderão ser, por isso confundidas com alimento.

Na semana passada, ingressou no RIAS uma cegonha-branca juvenil debilitada que vomitou uma grande quantidade de plástico, nomeadamente tiras de borracha de cor castanha.



Este é mais um exemplo concreto do influência negativa da poluição na fauna selvagem. É nosso dever como cidadãos tomarmos cada vez mais medidas que reduzam o consumo excessivo de plásticos, bem como de reduzir o seu desperdício. Relembramos, uma vez mais, a importância na aposta em programas de Educação Ambiental de forma a podermos ser uma sociedade informada e mais sensível para as questões ambientais.   

Sem comentários: