O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Visita da Associação Sénior Castranse

No passado dia 25 de Maio o RIAS recebeu um grupo da Associação Sénior Castrense, numa visita foi organizada em conjunto com a LPN. O grupo teve a oportunidade de aprender qual o papel de um centro de recuperação de animais selvagens e quais as espécies que ingressam com mais frequência no RIAS.

Foto: Vitória Nobre

Foto: Associação Sénior Castrense

Foto: Associação Sénior Castrense

Devolução à Natureza de 12 gaivotas

Devolução à Natureza de 5 gaivotas-d'asa-escura (Larus fuscus) e 7 gaivota-de-pata-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
24 de Maio de 2018


No passado dia 24 de Maio foram devolvidas à Natureza 12 gaivotas, recuperadas no RIAS, na Quinta de Marim em Olhão. Destas 12 gaivotas 10 ingressaram no nosso Centro com sintomas de doença, uma devido a um traumatismo e outra abatida a tiro. 


No caso das gaivotas diagnosticadas com doença o tratamento consiste na administração de fluídos sub-cutâneos e na disponibilização de alimentação adequada. A gaivota diagnosticada com traumatismo tinha a asa e a pata esquerdas fracturadas e o seu processo de recuperação foi claramente mais longo. Ambos os membros foram imobilizados com ligaduras e após a ossificação dos membros iniciou-se o processo de fisioterapia. A ave que foi atingida por um disparo, uma gaivota-de-patas-amarelas, apresentava uma fractura na asa esquerda e múltiplos ferimentos na cabeça. Foi uma recuperação difícil mas, no final, tudo correu bem. 



Assim que todas as aves se encontravam a comer sozinhas e a voar em perfeitas condições, foram devolvidas à Natureza.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Devolução à Natureza de dois cágados-mediterrânicos

Devolução à Natureza de dois cágados-mediterrânicos (Mauremys leprosa)
Quinta de Marim - Olhão
23 de Maio de 2018




Dois cágados-mediterrânicos foram devolvidos à Natureza na Quinta de Marim, em Olhão. Estes dois répteis foram resgatados de uma situação de cativeiro ilegal e, como não apresentavam qualquer tipo de lesão após exame clínico, foram imediatamente devolvidos à Natureza.


Devolução à Natureza de um andorinhão-pálido

Devolução à Natureza de um andorinhão-pálido (Apus pallidus)
Quinta de Marim - Olhão
22 de Maio de 2018




Foi devolvido à Natureza um andorinhão-pálido no passado dia 22 de Maio, na Quinta de Marim, em Olhão. Esta ave ingressou no RIAS por ter sido encontrada após o ataque de um gato. Este andorinhão terá colidido com uma estrutura enquanto voava e foi de seguida predado por um gato doméstico. A ave foi prontamente recolhida e entregue no RIAS. Por não apresentar lesões graves, foi devolvida à Natureza no dia seguinte.


Devolução à Natureza de 4 melros-pretos

Devolução à Natureza de 4 melros-pretos (Turdus merula)
Quinta de Marim - Olhão
18 de Maio de 2018




Foram devolvidos à Natureza 4 melros-pretos na Quinta de Marim, em Olhão. Dois destes melros ingressaram no RIAS após terem sido resgatados de um situação de cativeiro ilegal. Os outros dois melros eram crias que foram encontradas após terem caído dos seus ninhos. 



Assim que as crias ficaram independentes, a voar e a alimentarem-se sozinhas, todos os melros foram prontamente devolvidos à Natureza.


terça-feira, 22 de maio de 2018

Devolução à Natureza de um morcego-anão

Devolução à Natureza de um morcego-anão (Pipistrellus pipistrellus)
Quinta de Marim - Olhão
11 de Maio de 2018



Um morcego-anão foi devolvido à Natureza na Quinta de Marim, em Olhão. Este pequeno morcego foi entregue no RIAS após ter sido encontrado caído no chão, bastante debilitado. Depois de alguns dias em que foi alimentado de forma regular o morcego ficou pronto para ser devolvido à Natureza.


sexta-feira, 18 de maio de 2018

Devolução à Natureza de um noitibó-cinzento

Devolução à Natureza de um noitibó-cinzento (Caprimulgus europaeus)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Maio de 2018




Foi devolvido à Natureza um noitibó-cinzento na Quinta de Marim, em Olhão. Esta ave foi encontrada caída no chão, após ter colidido com uma janela. Não apresentava outros sinais ou lesões causadas pelo impacto. Após estabilizar, a ave foi devolvida à Natureza, após anoitecer, na Quinta de Marim, Olhão.



Devolução à Natureza de um camaleão

Devolução à Natureza de um camaleão (Chamaeleo chamaeleon)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Maio de 2018




Este camaleão foi encontrado por um particular e entregue no RIAS no passado dia 17 de Maio. Como após o exame físico não foram encontrados quaisquer lesões, o camaleão foi prontamente devolvido à natureza por quem o encontrou. Esta devolução à Natureza foi feita na Quinta de Marim, em Olhão. 

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Actividade "Aves ao Pormenor"

No passado dia 7 de Abril, o RIAS deslocou-se até ao Centro de Educação Ambiental da Mata Nacional da Machada e Sapal do Coina (CEA), para participar na iniciativa Reserva o Sábado com a actividade "Aves ao Pormenor".




Nesta actividade os participantes tiveram a oportunidade de, através de material biológico do Kit de Educação Ambiental do RIAS, compreender melhor as adaptações das aves ao meio que as rodeia. 



As adaptações ao voo, os diferentes tipos de penas, diferentes formas e tamanhos de crânios, patas e asas, todos provenientes de espécies de aves que ocorrem em Portugal, foram os materiais utilizados para esta actividade.



O RIAS agradece o convite do CEA para esta iniciativa!


quarta-feira, 16 de maio de 2018

Devolução à natureza de 2 cágados-mediterrânicos

Devolução à Natureza de dois cágados-mediterrânicos (Mauremys leprosa)
Quinta de Marim - Olhão
10 de Maio de 2018





Foram devolvidos à Natureza dois cágados-mediterrânicos recuperados no RIAS. No caso da cria de cágado tratou-se de uma captura acidental e, como não apresentava qualquer tipo de lesões, foi devolvido imediatamente à Natureza.


No caso do adulto, este animal tinha passado por um período de cativeiro ilegal. Após alguns dias em observação, verificou-se que o animal estava em perfeitas condições físicas e a alimentar-se sozinho. 








Foram libertados ambos os cágados no mesmo dia, na Quinta de Marim em Olhão.




terça-feira, 15 de maio de 2018

Semana da Ria Formosa

No passado mês de Abril o RIAS participou nas celebrações da Semana da Ria Formosa.





Durante uma semana o RIAS recebeu a visita de mais de 10 turmas de escolas do Município de Olhão. Estes alunos tiveram a oportunidade de visitar o nosso Centro de Interpretação Ambiental.



Além da exposição sobre a fauna mais comum da região algarvia, composta por material biológico recolhido no RIAS, os visitantes tiveram ainda uma pequena palestra sobre o trabalho desenvolvido num Centro de Recuperação de Animais Selvagens, qual a sua relevância e contributos para a sociedade.


quarta-feira, 9 de maio de 2018

Gaivota recuperada no RIAS avistada na Islândia

No passado dia 2 de Maio, uma gaivota que tinha sido recuperada no RIAS foi avistada na Islândia por Sunna Björk Ragnarsdóttir. 




Esta gaivota ingressou no RIAS com sintomas de doença, síndrome parético, e esteve cerca de 1 mês em recuperação. Foi devolvida à Natureza no dia 1 de Abril de 2016, na Quinta de Marim, juntamente com outras 3 gaivotas. Pode consultar a publicação desta actividade aqui.




Passados mais de 2 anos, esta gaivota foi observada a mais de 3000km de distância do local onde foi devolvida à Natureza, na Islândia! 



Este avistamento foi possível graças à marcação com anilhas coloridas do projecto iniciado no RIAS no ano de 2010. 


terça-feira, 8 de maio de 2018

Educação Ambiental nas escolas de Vila do Bispo

No passado mês de Abril, entre os dias 23 e 27, o RIAS deslocou-se até Vila do Bispo para dinamizar várias actividades de Educação Ambiental com as crianças das Escolas Básicas do 1º Ciclo do município.


Durante estes dias foram realizadas 7 sessões que envolveram mais de 100 crianças.


As actividades escolhidas foram a Hora do Conto “Mauro e Emília – os nossos cágados estão em perigo” e a Construção de comedouros para aves.




Ambas as actividades têm uma importante componente prática e interactiva, fundamental para cativar os alunos e, deste modo, compreenderem melhor as temáticas ambientais que foram abordadas nestas duas actividades.






Devolução à Natureza de uma lontra

Devolução à Natureza de um lontra (Lutra lutra)
19 de Abril de 2018

Foi devolvida à Natureza uma lontra recuperada no RIAS. Esta lontra ingressou no RIAS em Junho de 2017. O longo período de recuperação deve-se ao facto desta lontra ser uma cria órfã quando chegou ao nosso centro.   








Durante o período que passou no RIAS a lontra teve de aprender a caçar para, quando fosse devolvida à Natureza, ser totalmente independente. Para tal, nos últimos meses antes da sua devolução, foi-lhe disponibilizado alimento vivo para que pudesse caçar. Este foi um processo longo, tendo demorado quase um ano até ser devolvida à Natureza. O facto de no verão haver muito menos disponibilidade de alimento na Natureza, desta espécie ser bastante territorial e, por se tratar de uma fêmea, ser mais facilmente aceite num novo território durante a época de reprodução, foram os factores que determinaram a sua devolução à Natureza mais tardia. 




O RIAS agradece à Estação Piloto de Piscicultura em Olhão (EPPO - IPMA) pelo apoio prestado na recuperação desta lontra, nomeadamente no fornecimento de peixe para a sua alimentação.




Devolução à Natureza de um cágado-mediterrânico

Devolução à Natureza de um cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa)
Quinta de Marim - Olhão
7 de Maio de 2018







No dia 7 de Maio foi devolvido à Natureza um cágado-mediterrânico na Quinta de Marim, Olhão. Este cágado foi encontrado em Albufeira, numa zona bastante urbanizada e, para que não ocorresse nenhum acidente, foi recolhido e encaminhado para o RIAS. Após um exame físico onde não se encontraram sinais de lesões, o cágado foi imediatamente devolvido à Natureza, num local mais seguro. 

Participação no Ecofest Marim '18

O Ecofest Marim '18 realizou-se nos passados dias 4, 5 e 6 de Maio na Quinta de Marim, Olhão. Este festival pretende aliar a componente cultural à celebração do património ambiental e paisagístico. 




O RIAS participou neste festival através da dinamização de algumas actividades de sensibilização ambiental. 




O nosso Centro de Interpretação esteve aberto todos os dias do Ecofest e recebeu a visita de centenas de participantes!





Os participantes do Ecofest tiveram ainda a oportunidade de poder participar em duas actividades de Observação Nocturna de Camaleões e uma Observação de Aves.





Durante os três dias do festival foram devolvidos à Natureza 20 animais recuperados no nosso Centro! Pode ler o artigo de cada uma das devoluções à Natureza aqui:





Devolução à Natureza de 10 gaivotas-d'asa-escura e 2 gaivota-de-pata-amarelas




Devolução à Natureza de uma águia-d'asa-redonda




Devolução à Natureza de 6 ouriços-cacheiros

Devolução à Natureza de 6 ouriços-cacheiros

Devolução à Natureza de 6 ouriços-cacheiros (Erinaceus europaeus)
Quinta de Marim - Olhão
6 de Maio de 2018


No dia 6 de Maio foram devolvidos à Natureza, na Quinta de Marim, 6 ouriços-cacheiros. Deste 6 ouriços, 3 eram crias órfãs, 2 foram capturados acidentalmente e um estava numa situação de cativeiro ilegal. 




Apenas no caso das 3 crias de ouriço é que o período de recuperação foi um pouco mais demorado pois foi necessário que atingissem um peso mínimo ideal e que se alimentassem sozinhas. Nos restantes casos, tratavam-se de animais adultos que, no caso das capturas acidentais, apenas estavam em locais perigosos, como por exemplo zonas bastante urbanizadas, correndo o perigo de serem atropelados. 




Assim que todos os ouriços estavam em perfeitas condições físicas, foram devolvidos à Natureza. Esta acção esteve inserida no Ecofest Marim '18 e teve a participação de mais de 200 de participantes deste festival.