O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Dia Aberto do RIAS


No passado, sábado, dia 10 de Fevereiro, o RIAS abriu portas pela primeira vez, para realizar um dia repleto de actividades. O evento foi realizado para celebrar os 10 mil gostos na nossa página de Facebook, e aproximar mais a população do nosso trabalho.


Neste dia dinamizamos várias actividades onde os participantes tiveram também a oportunidade de participar em algumas das tarefas diárias no nosso centro de recuperação!

Foram também devolvidos à natureza 1 cegonha-branca e 2 águias-d'asa-redonda.

Participaram cerca de 100 pessoas, a quem agradecemos a presença e os donativos que gentilmente nos ofereceram. Agradecemos também o apoio do Parque Natural da Ria Formosa e do Jumbo de Olhão. 



Actividades:

- Anilhagem científica de aves





- Pinturas faciais para crianças




- Pintura de um mural pelo artista SEN






- Observação de Aves






- Palestra "8 anos de RIAS"






- Participação nas tarefas de alimentação







- Participação nas tarefas da clínica





- Plantação de árvores e remoção de plantas invasoras





- Educação Ambiental para crianças





- Construção de poleiro e abrigos






- Realização de uma necropsia demonstrativa





Devolução à Natureza de uma cegonha-branca (Ciconia ciconia)
Quinta de Marim - Olhão
10 de Fevereiro de 2018


Esta cegonha-branca adulta foi encontrada caída dentro de um poço. Estava bastante molhada pelo que não conseguia voar, mas não apresentava lesões. Assim, a sua passagem pelo RIAS foi rápida, sendo apenas necessário secar as penas e repousar um pouco. Foi devolvida à natureza no dia seguinte pelos participantes do Dia Aberto do RIAS.







Devolução à Natureza de duas águias-d'asa-redonda (Buteo buteo)
Quinta de Marim - Olhão
10 de Fevereiro de 2018



Uma destas águias-d'asa-redonda estava em cativeiro ilegal, apresentando algumas penas estragadas e lesões nas patas resultantes do cativeiro. 
A outra foi encontrada com feridas no corpo e num olho, que se mostraram compatíveis com disparo de caçadeira. Estava também debilitada tendo desenvolvido uma doença provocada por fungos. As feridas foram desinfectadas e iniciou-se um tratamento anti-fúngico. 
Ambas foram submetidas a treinos de voo e de caça antes de serem devolvidos à natureza.










Obrigada a todos pelo vosso apoio!



Donativos recebidos durante o Dia Aberto

Sem comentários: