O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Devoluções à Natureza de dia 15 de Agosto de 2017

Devolução à Natureza de uma águia-cobreira (Circaetus gallicus)
Moncarapacho - Olhão
15 de Agosto de 2017



Foi devolvida à Natureza no passado dia 15 de Agosto uma águia-cobreira recuperada no RIAS. Esta ave chegou ao nosso centro bastante débil e com sinais de um antigo trauma na asa, o que comprometia bastante a sua capacidade de voar. Devido ao stress associado ao cativeiro em que esta ave esteve durante o seu longo processo de recuperação, o seu sistema imunitário acabou por ficar deprimido, o que conduziu a uma infecção de cândidas. O tratamento consiste num antibiótico específico para esta infecção. Para reverter o problema associado ao antigo trama na asa foram realizadas diversas sessões de musculação e fisioterapia até a águia apresentar um voo adequado para a sua libertação. 








Devolução à Natureza de uma coruja-do-mato (Strix aluco)
Quinta de Marim - Olhão
15 de Agosto de 2017




Uma coruja-do-mato foi libertada na Quinta de Marim após ter passado por um período de recuperação no RIAS. Quando ingressou no nosso centro foi lhe diagnosticado um traumatismo craniano, do qual resultou uma hemorragia num dos olhos da ave. Após tratamento com anti-inflamatórios e tratamento oftalmológico, a coruja-do-mato foi devolvida à Natureza.






Sem comentários: