O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Gaivota libertada no RIAS em 2011 vista na Holanda

Foto: Jacob Jan de Vries

O RIAS tem um projecto de seguimento de gaivotas que se iniciou em Dezembro de 2010 com o objectivo de compreender melhor o sucesso de recuperação de cada indivíduo, a readaptação das Gaivotas ao meio natural após a sua devolução, estudar os movimentos das populações, determinar a sua origem e tentar compreender qual a longevidade das diferentes espécies.

Neste âmbito as gaivotas que libertamos são marcadas com uma anilha metálica e com um anilha PVC que tem um código que pode ser lido à distância.

Foto: Jacob Jan de Vries
No mês passado o RIAS recebeu um avistamento especial, a gaivota com o maior número de dias desde que foi devolvida à natureza: 2229 dias! 
A gaivota-d'asa-escura (Larus fuscus) anilhada com o número F011 foi vista na Holanda.

Foto: Jacob Jan de Vries

Se vir alguma ave com anilha colorida que consiga ler o código, por favor, envie-nos essa informação para rias.aldeia@gmail.com

Sem comentários: