O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Um caso "surreal" e mais um caso de tiro

Todos os dias no RIAS são dias diferentes. Os animais chegam pelas mais variadas causas, sendo a grande maioria devido a causas humanas directas ou indirectas.

Na última semana chegaram dois animais cujos casos vale a pena referir.


Águia-d'asa-redonda vítima de disparo

Este é mais um caso de abate ilegal de espécies da nossa fauna. Uma águia-d'asa-redonda ingressou com uma ferida circular na asa e com um hematoma.


Ao realizar-se um raio-x foi possível confirmar a presença de dois chumbos, um na asa e outro no ombro (setas). Confirmou-se ainda uma fractura no cúbito direito (círculo).





Gaivota-de-patas-amarelas com pau espetado 


Sim, leu bem! Uma gaivota chegou-nos com um pau de espetada que lhe entrou pelo abdómen chegando até ao ombro. Felizmente o pau não atingiu nenhum órgão, mas a ferida estava bastante infectada e provocou uma lesão no ombro. Assim, foi necessário imobilizar a asa afectada e iniciar tratamento com anti-inflamatório.




Ambos os animais continuam em recuperação.





Sem comentários: