O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Devolução à Natureza de 3 gaivotas-de-patas-amarelas e 2 gaivotas-d'asa-escura

Devolução à Natureza de 3 gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis) e 2 gaivotas-d'asa-escura (Larus fuscus)
Quinta de Marim - Olhão
12 de Janeiro de 2017



Estas cinco gaivotas chegaram ao RIAS de diferentes locais do Algarve: Albufeira, Portimão, Lagos, Olhão e Quarteira.
Quatro delas apresentavam sintomas de doenças, estando bastante debilitadas sem se conseguir manter em pé nem alimentar-se sozinhas. O seu tratamento consistiu em fluido-terapia nos primeiros dias e posterior alimentação assistida.
Outra delas tinha uma luxação na pata pelo que foi necessário imobilizar a mesma colocando uma tala. Foi também administrado anti-inflamatório.


No final da recuperação foram todas submetidas a treinos de voo. 
Foram devolvidas à natureza por clientes da Seahorse Bike Rental, que decidiu aliar-se ao RIAS para proporcionar estes momentos aos seus clientes.



video

3 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde,
gostava de saber se alguma das gaivotas d'asa escura foi dasque foram encontradas em Quarteira. Obrigada.

RIAS disse...

Sim, uma das gaivotas-d'asa-escura era uma adulta encontrada em Quarteira.
Cumprimentos.

Anónimo disse...

Espero que tenha sido a que encontramos! Na praia entre o hotel d.pedro e quarteira num pontão de madeira que lá existe. Não se conseguia mexer e ia-se afogando. Nesse dia não conseguimos contactar com ninguém para a ajudar.