O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Devoluções à Natureza de dia 30 de Dezembro de 2016

Devoluções à Natureza de 4 gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis) e 4 gaivotas-d'asa-escura (Larus fuscus)
Quinta de Marim - Olhão
30 de Dezembro de 2016




A maioria destas gaivotas ingressou devido a doença. Encontravam-se bastante debilitadas, com dificuldades em se manter em pé ou mesmo alimentar-se. Nos primeiros dias foram tratadas com fluido-terapia e posteriormente foi-se auxiliando na alimentação até terem forças para se alimentar sozinhas. 



Uma destas gaivotas chegou-nos com uma fractura de cúbito. O seu tratamento consistiu em imobilizar a asa afectada e posteriormente realizar sessões de fisioterapia. 
No final foram todas submetidas a treinos de voo. Uma delas foi devolvida à natureza por quem a encontrou e as restantes por técnicos do RIAS e visitantes do Parque Natural da Ria Formosa.




Devoluções à Natureza de um peneireiro-comum (Falco tinnunculus)
Quinta de Marim - Olhão
30 de Dezembro de 2016


Um peneireiro-comum foi encontrado em Luz de Tavira depois de ter colidido contra uma estrutura. Devido à colisão fracturou a clavícula da asa esquerda. Foi necessário administrar anti-inflamatório e imobilizar a asa afectada até que a fractura ossificasse. 
No final da recuperação foi submetido a treinos de voo e de caça.






Devoluções à Natureza de um guincho-comum (Larus ridibunbus)
Quinta de Marim - Olhão
30 de Dezembro de 2016



Um guincho-comum foi encontrado em Lagos por um particular. Estava muito debilitado, com paralisia das patas e diarreia. Foi tratado com fluído-terapia e posteriormente alimentado com papa. No final foi submetido a treinos de voo. Foi devolvido à natureza por visitantes da Quinta de Marim.







Sem comentários: