O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Devolução à natureza de uma coruja-do-mato e de um ouriço-cacheiro

Devolução à natureza de uma coruja-do-mato (Strix aluco)
Cabanas de Tavira
27 de Setembro de 2016




Uma coruja-do-mato foi encontrada por um particular em Cabanas de Tavira. A ave era um juvenil que terá caído do ninho. Assim a sua recuperação consistiu em alimentação adequada até que crescessem todas as penas necessárias ao voo. Posteriormente foi colocada numa instalação exterior, com outras corujas, para treinar o voo e a caça.




A coruja foi devolvida à natureza numa escola de Cabanas de Tavira, numa parceria com a Câmara Municipal de Tavira, onde cerca de 50 crianças puderam participar neste momento. Foi baptizada de "Cabanas".




Devolução à natureza de um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus)
Quinta de Marim, Olhão
27 de Setembro de 2016



Este ouriço foi encontrado dentro de uma vala de rega na Fuseta. Foi-nos entregue por um particular que o recolheu.
Quando chegou ao centro estava muito apático, não se enrolava e estava completamente coberto de sujidade. Para além disso apresentava uma ferida na face, que por se encontrar demasiado perto dos olhos, boca e nariz, era de difícil tratamento. Por esse motivo a nossa equipa veterinária decidiu tratar o ferimento com aloé vera, resultando numa recuperação extraordinária.


Depois de duas semanas de tratamento, e apesar de ainda apresentar uma pequena crosta na face, este ouriço pode ser devolvido à natureza por quem o encontrou.






Sem comentários: