O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Visita de turistas do Parque de Campismo de Olhão


Numa visita organizada pelo parque de campismo de Olhão, um grupo de turistas do mesmo, visitou o Centro de Interpretação Ambiental do RIAS. A visita foi guiada pela nossa coordenadora que falou sobre o trabalho do centro, as diferentes espécies que ingressam com mais frequência e as ameaças à nossa fauna selvagem. 


O grupo constituído por cerca de 20 pessoas teve ainda a oportunidade de participar na devolução à natureza de cinco gaivotas-de-patas-amarelas (ver abaixo).


Devolução à Natureza de 5 gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
16 de Agosto de 2016



Duas destas gaivotas foram encontradas em Portimão após terem caído do ninho. A sua recuperação consistiu em alimentação adequada até que se desenvolvessem as penas necessárias ao voo.

Outras duas ingressaram por doença. Os seus sintomas incluíam paresia das patas e asas, desidratação e diarreia. Nos primeiros dias administrarou-se fluido-terapia, seguindo-se um período de alimentação através de sonda até que recuperassem forças para se alimentar sozinhas.


A outra gaivota foi um caso muito particular e especial. Esta chegou-nos ainda no ovo! A probabilidade de o ovo eclodir era bastante baixa, mas a gaivota acabou por nascer após cerca de 5 dias. 


No final da recuperação todas foram submetidas a treinos de voo.
Foram devolvidas à natureza por visitantes do CIA e por visitantes da Quinta de Marim.


video

Sem comentários: