O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Projecto de marcação de camaleões-comuns

No âmbito da realização de uma tese de mestrado da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa com o título "Optimização da devolução à Natureza de animais recuperados – Comparação entre Camaleões-comuns (Chamaeleo chamaeleon) recuperados no RIAS e residentes na Quinta de Marim, Olhão", está a decorrer desde o passado dia 11 de Agosto um projecto de marcação (com rádio-transmissores) de camaleão-comum na Quinta de Marim. 

Este estudo tem como principais objectivos analisar a dispersão de camaleão-comum após reabilitação no RIAS e calcular as suas áreas vitais e padrões de movimentação.


Neste sentido já foram marcados dois indivíduos devolvidos à natureza a 9 e a 13 de Agosto respectivamente.

Um destes camaleões foi encontrado no parque de campismo de Olhão e não tinha qualquer lesão.

O outro foi encontrado no Parque do Fontelo, em Viseu, no dia 22 de Julho, sendo transportado para o CERVAS (Gouveia) pela equipa SEPNA da GNR de Viseu. Posteriormente foi transferido para o RIAS no dia 4 de Agosto.

Estes animais apenas existem no sul do país pelo que este individuo foi apanhado da natureza e levado para ser mantido em cativeiro ilegal. A espécie não está adaptada a outros habitats pelo que se não fosse encontrado, este animal tinha acabado por morrer.




Sem comentários: