O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Devoluções à Natureza de dia 28 de Julho de 2016

Devolução à Natureza de um abelharuco (Merops apiaster)
Quinta de Marim - Olhão
28 de Julho de 2016



Um abelharuco juvenil foi encontrado em Portimão. Estava magro e desidratado pelo que foi necessário administrar fluídos. Foi ainda alimentado de duas em duas horas com pequenos insectos até recuperar forças.

Foi devolvido à natureza por técnicos e voluntários do RIAS.




Devolução à Natureza de 3 cegonhas-brancas (Ciconia ciconia)
Quinta de Marim - Olhão
28 de Julho de 2016



Três cegonhas-brancas ingressaram no RIAS devido a queda de ninho. Eram juvenis ainda com dificuldades em voar, pois tinham as penas necessárias ao voo pouco desenvolvidas. 
Como não apresentavam lesões a sua recuperação consistiu apenas em fornecer alimentação adequada e treinar o voo.


Foram devolvidas à natureza por visitantes  e voluntários do RIAS.







Devolução à Natureza de 8 gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
28 de Julho de 2016




Estas 8 gaivotas-de-patas-amarelas ingressaram no RIAS vindas de diferentes partes do Algarve, desde Olhão até Portimão.
A grande maioria (7) eram pequenas crias que caíram do ninho. 
Uma chegou-nos com trauma na pata esquerda devido a tiro, tendo sido removido um chumbo que estava alojado na coxa. Foi necessário limpar e desinfectar a ferida.


No final da recuperação foram todas submetidas a treinos de voo.


Foram devolvidas à natureza por visitantes  e voluntários do RIAS.


Sem comentários: