O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Devoluções à Natureza de dia 13 de Agosto de 2016

Devolução à Natureza de duas pegas-azuis (Cyanopica cyanus)
Quinta de Marim - Olhão
13 de Agosto de 2016



Duas pegas-azuis (ou charnecos) ingressaram no RIAS após terem caído do ninho. A sua recuperação consistiu em fornecer alimentação adequada de duas em duas horas até que começassem a comer sozinhas. 
Posteriormente foram colocadas numa instalação exterior onde puderam treinar o voo.

Foram devolvidas à natureza por quem encontrou uma delas.





Devolução à Natureza de 7 peneireiros-comuns (Falco tinnunculus)
Ludo - Faro
13 de Agosto de 2016


Sete peneireiros-comuns ingressaram no RIAS vindos de diferentes partes do Algarve. Alguns foram entregues pelos particulares que os encontraram, outros pelos Vigilantes da Natureza, dois pelas equipas SEPNA/GNR de Faro e de Loulé e um deles pelos Bombeiros Sapadores de Faro. 
Cinco deles eram juvenis que terão caído perto do ninho ao arriscarem o primeiro voo e os restantes chegaram por debilidade. Em ambos os casos foi necessário fornecer alimentação adequada, no primeiro caso até que crescessem todas as penas necessárias ao voo e no segundo até que recuperassem forças e boa condição física. 
Posteriormente foi necessário treinar o voo e a caça.


Foram devolvidos à natureza por quem encontrou dois destes animais e por elementos do SEPNA de Loulé que transportaram um deles até ao RIAS. 

Foram baptizados de "Loulé", "Zé Manel Bombeiro", "Rosinha", "Lucky", 
"Bárbara", "Octávio" e "Adrien".






Sem comentários: