O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Devoluções à Natureza de dia 21 de Julho de 2016

Devolução à Natureza de uma cobra-de-ferradura (Coluber hippocrepis)
Quinta de Marim - Olhão
21 de Julho de 2016


Uma cobra-de-ferradura foi encontrada presa numa grelha de escoamento dentro das instalações do RIAS. Os nossos técnicos resgataram-na e verificando que não tinha lesões foi prontamente devolvida à natureza.




Devolução à Natureza de uma andorinha-dos-beirais (Delichon urbicum)
Quinta de Marim - Olhão
21 de Julho de 2016



Esta andorinha-dos-beirais foi encontrada quando ainda era uma cria. Foi necessário alimentá-la até que crescessem todas as penas necessárias ao voo e posteriormente treinar o voo.
Foi libertada por técnicos do RIAS.

Devolução à Natureza de uma coruja-do-mato (Strix aluco)
Quinta de Marim - Olhão
21 de Julho de 2016


Uma coruja-do-mato foi encontrada em Vila Real de Santo António após ter sido atropelada. Verificou-se que tinha rotura da íris no olho direito e hemorragia no ouvido esquerdo. Foi efectuado tratamento oftalmológico e administrado anti-inflamatório. O olho afectado ficou com os reflexos pupilares bastante diminuídos pelo que se temeu que a capacidade de visão tivesse ficado afectada. No entanto, quando submetida a treinos de voo e de caça verificou-se que conseguia desviar-se de obstáculos e caçar.

Foi devolvida à natureza por quem a encontrou e foi baptizada de "Camões".



video



Sem comentários: