O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Devoluções à Natureza de dia 15 de Julho de 2016

Devolução à Natureza de três cágados-mediterrânicos (Mauremys leprosa)
Quinta de Marim - Olhão
15 de Julho de 2016



Três cágados-mediterrânicos foram entregues voluntariamente no RIAS por quem os tinha em casa. Os animais não apresentação lesões, mas já se encontravam em cativeiro há alguns anos pelo que foi necessário averiguar se tinham comportamentos selvagens. Para isso foram colocados numa instalação exterior com outros indivíduos da mesma espécie.

Verificando-se que estavam aptos para ser restituídos ao meio natural, foram devolvidos à natureza por quem os tinha.

Reforçamos que não é permitido ter em cativeiro qualquer animal da nossa fauna selvagem! 




Devolução à Natureza de quatro gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
15 de Julho de 2016



Estas gaivotas foram encontradas em Portimão, Albufeira e Lagos. 
Um delas tinha feridas na asa e no bico provocadas por um anzol respectivo fio de pesca. Foi necessário remover o anzol, desinfectar e limpar as feridas.
Outra chegou com fracturas múltiplas na clavícula e coracóide pelo que foi necessário imobilizar a asa afectada durante 15 dias, até as fracturas ossificarem. Posteriormente foi necessário realizar fisioterapia para garantir que recuperava toda a mobilidade.
As restantes duas ingressaram por doença. Estavam muito debilitadas e foi necessário administrar fluido-terapia.



No final todas foram submetidas a treinos de voo.
Foram devolvidas à natureza por quem encontrou uma delas e por voluntárias do RIAS.



Sem comentários: