O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Por favor, não mantenha crias em casa!

Nesta altura do ano recebemos no nosso centro centenas de crias de aves e mamíferos. Algumas delas foram mantidas em casa durante alguns dias antes de nos serem entregues. Apesar das melhores intenções que as pessoas têm, as crias necessitam de atenção constante e alimentação adequada, que nem sempre é fácil de encontrar.

Melro com a plumagem completamente suja com papa

Se recolher uma cria de ave ou mamífero, por favor não tente alimentá-la. Deverá encaminhá-la para o nosso centro o mais rápido possível para que possamos tratar dela correctamente. Mantenha-a numa caixa de cartão com uma toalha ou pano para manter a temperatura amena. 

Só este ano já recebemos mais de 10 crias que acabaram por morrer devido ao estado grave em que chegaram, provocado por ingestão de alimentos inapropriados (como por exemplo pão, papa de bebé, leite, etc.). As crias são muito sensíveis e podem ficar com graves problemas gastrointestinais quando mal alimentadas.

Melro com as penas partidas e feridas no bico devido à gaiola onde foi mantido

Melro com a pata partida devido à gaiola onde foi mantido

Por serem bebés, é natural que haja um maior instinto de protecção, no entanto, o melhor que se pode fazer por elas é encaminhar o mais rápido possível para o centro de recuperação mais próximo! 

Muito obrigado!!


2 comentários:

Anónimo disse...

Quando acontece, trato com alimento de filhotes disponível e agropecuária. Mas já que não pode, vou deixar morrer às minguas, pois nada pode, tudo é errado.

RIAS disse...

Se houver um centro de recuperação perto de si essa será sempre a melhor opção.