O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 7 de junho de 2016

Devoluções à Natureza de dia 24 de Maio de 2016

Devolução à Natureza de quatro andorinhas-dos-beirais (Delichon urbicum)
Quinta de Marim - Olhão
24 de Maio de 2016



Quando andorinhas-dos-beirais ingressaram no RIAS após terem caído do ninho. Três eram provenientes de Tavira e uma de Faro e foram encaminhadas para o RIAS pelos particulares que as encontraram. O seu tratamento consistiu em alimentação até que crescessem todas as penas necessárias ao voo.
Foram devolvidas à natureza por quem as encontrou.






Devolução à Natureza de uma gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
24 de Maio de 2016




Uma gaivota-de-patas-amarelas foi encontrada em Lagos. Tinha uma ferida no propatágio o que fazia com que a asa ficasse descaída. Foi necessário fazer uma ligadura para que a asa afectada ficasse na posição correcta e administrou-se anti-inflamatórios.
No final da recuperação foi submetida a treinos de voo.


Esta gaivota foi libertada por uma turma da EB nº3 de S. Brás de Alportel que visitou o moinho de maré do Parque Natural da Ria Formosa no âmbito de uma actividade organizada pela Quinta do Peral sobre o ciclo do pão. Os meninos baptizaram-na de "Padeira".





Sem comentários: