O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Devoluções à Natureza de dia 18 de Maio de 2016

Devolução à Natureza de duas gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
18 de Maio de 2016



Duas gaivotas-de-patas-amarelas ingressaram no RIAS após terem sido encontradas por particulares em Faro e em Albufeira, respectivamente.
Uma apresentava sintomas de doença e o seu tratamento consistiu em fluido-terapia e posterior alimentação assistida. 
A segunda tinha uma luxação no ombro e foi necessário imobilizar a asa afectada. Também foi tratada com anti-inflamatório e antibiótico. Depois de se retirar a ligadura foi realizada fisioterapia para ajudar a recuperar a mobilidade da asa

No final, ambas foram submetidas a treinos de voo. Foram devolvidas à natureza por quem encontrou uma delas e por uma voluntária do RIAS.







Devolução à Natureza de duas andorinhas-dos-beirais (Delichon urbicum)
Quinta de Marim - Olhão
18 de Maio de 2016


Duas andorinhas-dos-beirais ingressaram no RIAS após terem caído do ninho. Não tinham lesões, mas ainda não tinham capacidade para voar pelo que ficaram no RIAS até que lhes crescessem todas as penas necessárias ao voo. Durante esse tempo foram alimentadas de duas em duas horas com tenébrios.



Foram devolvidas à natureza por uma visitante e por uma voluntária do RIAS que as baptizaram de "Liberdade" e "Homeopatia".

video

Sem comentários: