O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 4 de março de 2016

Devoluções à Natureza do Dia Internacional da Vida Selvagem

Para assinalar o Dia Internacional da vida Selvagem (3 de Março) o RIAS devolveu à natureza dois animais. Um peneireiro-cinzento e um ouriço cacheiro ambos libertados pelos seus padrinhos.
Esta actividade teve o apoio a Junta de Freguesia de Quelfes que apadrinhou um dos animais libertados.


Devolução à Natureza de um peneireiro-cinzento (Elanus caeruleus)
Quelfes - Olhão
3 de Março de 2016



Um peneireiro-cinzento foi encontrado em Quelfes por um senhor que assistiu ao ataque de uma águia de grande porte a este individuo. O peneireiro apresentava feridas nas costas e pernas com penas arrancadas em grande parte do corpo. O seu tratamento consistiu em suturar e limpar as feridas. Foram também necessários vários meses (aproximadamente 3) para que as penas voltassem a crescerem e este pudesse voar. No final da recuperação foi submetido a treinos de voo e caça. 


Este animal tinha dois padrinhos, um deles a Junta de Freguesia de Quelfes que se disponibilizou a apoiar a recuperação deste animal encontrado na sua freguesia.


O animal foi devolvido à natureza na presença dos seus padrinhos e da Escola Básica de Quelfes.


video


Devolução à Natureza de um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus)
Quelfes - Olhão
3 de Março de 2016


Um ouriço-cacheiro foi encontrado em Tavira por um particular que o encaminhou para o nosso centro. Era uma pequena cria de apenas 160g que tinha ficado orfão e ainda não tinha capacidade para sobreviver sozinha. Quando chegou ao centro foi desparasitado interna e externamente e alimentado com papa. Quando cresceu começou a ser alimentado com uma mistura de ração húmida, fruta e insectos.
Foi devolvido à natureza pela sua madrinha.





Sem comentários: