O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Devoluções à Natureza de dia 30 de Julho de 2015

Devolução à Natureza de um melro-preto (Turdus merula)
Quinta de Marim - Olhão
30 de Julho de 2015

Um melro-preto foi encontrado por um particular após ter caído do ninho. Verificou-se que não tinha lesões e a sua recuperação consistiu em alimentação até que crescessem todas as penas necessárias ao voo. Foi devolvido à natureza por quem o encontrou.




Devolução à Natureza de uma garça-branca-pequena (Egretta garzeta)
Quinta de Marim - Olhão
30 de Julho de 2015


Uma garça-branca-pequena foi encontrada em Olhão por um particular que a reencaminhou para o RIAS. Estava coberta de óleo e hipotérmica. Foi necessário lavar bem as penas com água morna e detergente e colocá-la num lugar quente para fazer subir a temperatura corporal. Posteriormente foi colocada uma câmara exterior para praticar o voo. Foi devolvida à natureza por um técnico do RIAS.



Devolução à Natureza de um camaleão-comum (Chamaeleo chamaeleon)
Quinta de Marim - Olhão
30 de Julho de 2015


Um camaleão-comum foi encontrado com uma ferida numa pata pelo que foi recolhido e trazido até ao RIAS. Verificando-se que a ferida era uma lesão já antiga e cicatrizada foi imediatamente libertado num local seguro. Foi marcado no âmbito de um estudo sobre a população desta espécie que está a ser realizado por um aluno de Mestrado. 



Devolução à Natureza de uma gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
30 de Julho de 2015


Uma gaivota-de-patas-amarelas foi encontrada na Fuseta com fio de nylon a sair pelo bico. Verificou-se que o fio de nylon ainda tinha um anzol que estava preso no esófago da gaivota. Foi necessário realizar cirurgia para remove-lo. Posteriormente foi submetida a treinos de voo. Foi devolvida à natureza por quem a encontrou.



Campo de Trabalho International - MOJU

O RIAS recebeu nos dias 27 a 29 de Julho voluntários do Campo de Trabalho Internacional organizado pela MOJU - o "MOJU GREEN SUMMER".


O campo de trabalho durou dez dias com actividades relacionadas com o ambiente, dos quais três dias foram dedicados a obras de manutenção e melhoramento das instalações do RIAS: pintar o edifício de clínica e substituir a vedação exterior.
No final puderam devolver à natureza 6 gaivotas-de-patas-amarelas recuperadas no RIAS.






Obrigada por toda a ajuda!

Thank you for your help!



Devolução à Natureza de 6 gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
29 de Julho de 2015



Seis gaivotas-de-patas-amarelas ingressaram no RIAS por queda de ninho, vindas de Albufeira, Portimão e Armação de Pêra. A sua recuperação consistiu em alimentação e posteriores treinos de voo.
Foram devolvidas à natureza pelos voluntários do campo de trabalho internacional da MOJU.





Devolução à Natureza de três peneireiros-das-torres

Devolução à Natureza de três peneireiros-das-torres (Falco naumanni)
Castro Marim
28 de Julho de 2015


Três peneireiros-das-torres foram encontrados no Alentejo. Dois ingressaram um pouco debilitados, mas sem leões e o outro era um juvenil que tinha caído do ninho. Em todos os casos a sua recuperação consistiu em alimentação e posteriores treinos de voo e de caça. 
Os três peneireiros-das-torres foram devolvidos à natureza por um grupo de crianças das Férias Ativas no município de Castro Marim que os baptizaram de "Mourinho", "Soldadinho" e "Baesuris".




quinta-feira, 30 de julho de 2015

Actividade Ciência Viva no Verão - "Saída Nocturna para Observação de Camaleões"


No passado dia 27 de Julho foi realizada a primeira de duas saídas de campo nocturnas para observação de camaleões. Esta actividade foi realizada no âmbito do Ciência Viva no Verão e contou com cerca de 25 participantes de várias nacionalidades. A saída ocorreu entre as 21h e as 23h na Quinta de Marim, em Olhão, e foi revelou-se um sucesso com a observação de 10 camaleões!

Esta espécie não tem hábitos nocturnos, mas é mais fácil de observar à noite por não se conseguir camuflar uma vez que não distingue as cores que o rodeiam.





Devolução à Natureza de uma andorinha-dos-beirais e três andorinhões-pretos

Devolução à Natureza de uma andorinha-dos-beirais e (Delichon urbicum) três andorinhões-pretos (Apus apus)
Quinta de Marim - Olhão
27 de Julho de 2015


Uma andorinha-dos-beirais e três andorinhões-pretos ingressaram no RIAS devido a queda de ninho. Eram ainda muito jovens e foi necessário alimentá-los até que crescessem todas as penas necessárias ao voo. Foram devolvidos à natureza por técnicos e voluntários do RIAS.






Devoluções à Natureza de dia 24 de Julho de 2015

Devolução à Natureza de 4 cegonhas-brancas (Ciconia ciconia)
Quinta de Marim - Olhão
24 de Julho de 2015



Quatro cegonhas-brancas chegaram-nos de Portimão, Silves e Vilamoura devido a queda de ninho. Era juvenis que não foram bem-sucedidos no primeiro voo e acabaram por cair perto do ninho. Nenhuma apresentava lesões pelo que a sua recuperação consistiu em alimentação e treinos de voo. Foram devolvidas à natureza por convidados da empresa NIOBO, visitantes e técnicos do RIAS.






O RIAS agradece o apoio da NIOBO que apadrinhou as cegonhas-brancas do nosso centro.












Devolução à Natureza de um peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus)
Quinta de Marim - Olhão
24 de Julho de 2015



Um peneireiro-vulgar foi encontrado após ter caído do ninho. Nos primeiros dias foi necessário alimentá-lo com pinça. Quando começou a comer sozinho foi colocado com outros indivíduos da mesma espécie. No final do processo de recuperação foi submetido a treinos de voo e de caça. Foi devolvido à natureza por uma voluntária do RIAS.


Devolução à Natureza de um cuco-rabilongo

Devolução à Natureza de um cuco-rabilongo (Clamator glandarius)
Quinta de Marim - Olhão
23 de Julho de 2015


Um cuco-rabilongo foi encontrado na zona de Albufeira por um particular. Verificou-se que tinha uma pata partida que foi necessário ligar. Posteriormente, quando a lesão sarou, foi submetido a treinos de voo. Foi devolvido à natureza por uma voluntária do RIAS.



Devolução à Natureza de um mocho-galego

Devolução à Natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
Quinta de Marim - Olhão
22 de Julho de 2015


Um mocho-galego foi encontrado por um particular em Faro. Era um juvenil que terá caído do ninho. Foi necessário alimentá-lo e posteriormente foi colocado com outros mochos da mesma espécie para aprender a voar e a caçar. Foi devolvido à natureza por uma voluntária do RIAS.




terça-feira, 28 de julho de 2015

Devolução à Natureza de uma rola-turca

Devolução à Natureza de uma rola-turca (Streptopelia decaoto)
Quinta de Marim - Olhão
21 de Julho de 2015





Uma rola-turca foi recolhida em Faro por um particular. Era ainda juvenil e não tinha todas as penas desenvolvidas. A sua recuperação consistiu em alimentação e posteriores treinos de voo. Foi devolvida à natureza por um voluntário do RIAS.


Devoluções à Natureza de dia 18 de Julho de 2015

Devolução à Natureza de um camaleão-comum (Chamaeleo chamaeleon)
Quinta de Marim - Olhão
18 de Julho de 2015


Um camaleão-comum foi encontrado por um particular a atravessar uma estrada. Foi encaminhado para o RIAS e verificando-se que não apresentava lesões foi imediatamente devolvido à natureza por uma voluntária do RIAS.



Devolução à Natureza de um peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus)
Quinta de Marim - Olhão
18 de Julho de 2015



Um peneireiro-vulgar ingressou no RIAS quando era juvenil. Foi necessário alimentá-lo até que todas as penas necessárias ao voo se desenvolvessem e posteriormente foi colocado com outros indivíduos da mesma espécie para treinar o voo e a caça. A sua madrinha devolveu-o à natureza.




Devolução à Natureza de uma coruja-do-mato (Strix aluco)
Quinta de Marim - Olhão
18 de Julho de 2015



Uma coruja-do-mato foi encontrada na zona de Albufeira e foi reencaminhada para o RIAS pelos vigilantes da natureza do Parque Natural da Ria Formosa. Tinha uma lesão numa das asas e chegou cega do olho esquerdo. A sua recuperação consistiu em tratamento da asa afectada e posteriores treinos de voo e de caça. Foi devolvida à natureza pela sua madrinha.





Se quiser apadrinhar um dos nossos animais e participar na sua libertação contacte-nos!

Devolução à Natureza de uma cobra-de-ferradura

Devolução à Natureza de uma cobra-de-ferradura (Coluber hippocrepis)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Julho de 2015

Uma cobra-de-ferradura foi encontrada dentro do edifício do RIAS. Os nossos técnicos recolheram-na e foi imediatamente libertada numa zona segura.



Actividade Ciência Viva no Verão - "O que comem as nossas aves?"


A primeira actividade do RIAS no âmbito do programa de actividade Ciência Viva no Verão, realizou-se no passado dia 17 de Julho. O tema foi "O que comem as nossas aves?". Primeiro os participantes ouviram atentamente o que comem e quais as adaptações que cada espécie tem para se alimentar, desde as garras afiadas das rapinas aos bicos "estranhos" do flamingo e do coelheiro, finalizando com os pequenos passeriformes. Para estes últimos, os participantes construíram comedouros com materiais reciclados - garrafas PET e embalagens de leite. No final puderem devolver à natureza dois animais recuperados no RIAS.



Devolução à Natureza de uma andorinha-dos-beirais (Delichon urbicum) e de um andorinhão-preto (Apus apus)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Julho de 2015




Um andorinhão-preto e uma andorinha-dos-beirais ingressaram no RIAS ambos devido a queda de ninho. Eram ainda crias com as penas pouco desenvolvidas não sendo capazes de voar. A sua recuperação consistiu em alimentação adequada até que crescessem todas as penas necessárias ao voo. Foram devolvidos à natureza por participantes da actividade Ciência Viva no Verão - "O que comem as nossas aves".


sexta-feira, 24 de julho de 2015

Actividade "Pais e Crias" - O Camaleão


No passado dia 16 de Julho realizou-se mais uma actividade de Verão do RIAS. Desta vez o tema foi o Camaleão. Primeiro foi feita uma apresentação sobre esta espécie onde tanto os mais pequenos como os adultos descobriram mais sobre as suas características e a sua etologia. 


Depois de uma pequena pausa para lanchar iniciaram-se os trabalhos manuais com a construção de um camaleão 3D e de uma cabeça de camaleão com língua extensível!
Para terminar os participantes foram surpreendidos com a devolução à natureza de um peneireiro-vulgar recuperado no RIAS.





Devolução à Natureza de um peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus)
Quinta de Marim - Olhão
16 de Julho de 2015



Este peneireiro-vulgar foi encontrado após ter caído do ninho. Era ainda bébé e nos primeiros dias foi necessário alimentá-lo com pinça. Posteriormente começou a comer sozinho e quando começou a voar foi colocado junto com outros peneireiros. No final do processo de recuperação foi submetido a treinos de voo e de caça. Foi devolvido à natureza por participantes da actividade "Pais e Crias".





quarta-feira, 22 de julho de 2015

Devoluções à Natureza de dia 15 de Julho de 2015

Devolução à Natureza de um andorinhão-pálido (Apus pallidus)
Quinta de Marim - Olhão
15 de Julho de 2015




Um andorinhão-pálido ingressou no RIAS debilitado. Estava magro e não tinha forças para voar. Foi necessário alimentá-lo até que recuperasse o peso normal para um andorinhão adulto. Uma técnica do RIAS devolveu-o à natureza.





Devolução à Natureza de uma gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
15 de Julho de 2015




Uma gaivotas-de-patas-amrarelas foi encontrada na zona de Alvor. Estava debilitada e fraca. Foi necessário alimentá-la e posteriormente foi submetida a treinos de voo. Um voluntário do RIAS devolveu-a à natureza.


Devoluções à Natureza de dia 14 de Julho de 2015

Devolução à Natureza de dois pardais-comuns (Passer domesticus)
Quinta de Marim - Olhão 
14 de Julho de 2015


Dois pardais-comuns foram entregues no RIAS ainda juvenis. Provavelmente terão caído do ninho ao experimentar o primeiro voo e foram encontrados por particulares. A sua recuperação consistiu em alimentação até crescerem todas as penas necessárias ao voo. Foram devolvidos à natureza por quem os encontrou.



Devolução à Natureza de um andorinhão-pálido (Apus pallidus)
Tavira 
14 de Julho de 2015




Um andorinhão-pálido foi encontrado por um particular após ter caído do ninho. Não apresentava lesões e a sua recuperação consistiu em alimentá-lo até que todas as penas necessárias ao voo estivessem desenvolvidas. Foi devolvido à natureza por técnicos do RIAS.




Devolução à Natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
Bordeira - Faro
14 de Julho de 2015



Um mocho-galego foi encontrado na Bordeira por um particular membro do  grupo juvenil de guitarras os "Farrobinhas". O mocho não tinha lesões era apenas muito jovem para se conseguir alimentar sozinho. No inicio foi alimentado com carne e posteriormente foi submetidos a treinos de voo e de caça juntamente com outros mochos da mesma espécie. Foi devolvido à natureza pelo grupo juvenil.