O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 30 de junho de 2015

Devoluções à Natureza de dia 17 de Junho de 2015

Devolução à Natureza de um cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Junho de 2015


Um cágado-mediterrânico foi entregue no RIAS por se encontrar em cativeiro. Foi mantido para observação e colocado com outro indivíduo da mesma espécie para testar o seu comportamento e instintos naturais. Verificando-se que era completamente autónomo foi devolvido à natureza e baptizado de "Tuga".



Devolução à Natureza de uma andorinha-dos-beirais (Delichon urbicum)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Junho de 2015


Esta andorinha caiu do ninho em Monte Gordo, tendo sido encaminhada para o RIAS pelos vigilantes da Natureza da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António. O curto tempo que passou no RIAS foi necessário para que melhorasse a condição física e treinasse o voo. 

video


Devolução à Natureza de uma garça-boieira (Bubulcus ibis)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Junho de 2015



Esta garça-boieira foi encontrada em Carvoeiro, numa praia onde existe uma colónia desta espécie a nidificar. Uma vez que a colónia é inacessível, foi necessário recolher a cria e encaminhá-la para o RIAS. Depois de um mês em recuperação, onde foi alimentada até que as penas necessárias ao voo crescessem, foi devolvida à natureza no lago da Quinta de Marim. 





video



Devolução à Natureza duas gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Junho de 2015




Estas duas gaivotas ingressaram no RIAS em Março, ambas apresentando lesões provocadas por trauma de origem desconhecida. Após a estabilização das fracturas foram colocadas numa instalação exterior juntamente com outras gaivotas onde foi possível treinarem o voo. Foram devolvidas à natureza por técnicos do RIAS.


Devolução à Natureza de um cuco-rabilongo (Clamator glandarius)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Junho de 2015



Esta ave ingressou no RIAS após ter sido recolhida em Olhão. Provavelmente terá embatido numa janela tendo ficado apenas desorientado, e como não apresentava nenhuma lesão, foi devolvida à natureza umas horas depois de ter chegado ao centro. 



video

Sem comentários: