O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Devoluções à Natureza de dia 14 de Junho de 2015

Devolução à Natureza de uma gineta (Genetta genetta)
Santa Catarina - Tavira
14 de Junho de 2015


Uma gineta ingressou no RIAS após ter sido encontrada num poço. O animal encontrava-se bastante magro e desidratado e com feridas graves. Um dos olhos estava cego e com a córnea perfurada tendo sido necessário proceder a uma intervenção cirúrgica para o remover. As patas estavam com feridas e com as unhas gastas pelo esforço que deve ter feito para tentar sair do poço. Uma das patas tinha uma infecção grave, apresentando larvas e falta de alguns dedos . 

           Pata com larvas à chegada                   Pata no final da recuperação


Foi ainda necessário administrar antibiótico e anti-inflamatório. No final da recuperação (com a pata e o olho já sarados) foi colocada numa câmara exterior para treinar a caça. Foi devolvida à natureza por técnicos e voluntários do RIAS.


video


Devolução à Natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
Quinta de Marim -Olhão
14 de Junho de 2015




Um mocho-galego foi encontrado por um particular na zona de Loulé. Era uma cria que tinha caído do ninho, mas não apresentava lesões. Foi necessário alimentá-lo até que crescessem todas as penas necessárias ao voo. Posteriormente foi submetido a treinos de voo e caça. Foi quem o encontrou que o devolveu à natureza.


video

Sem comentários: