O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Devoluções à Natureza de dia 16 de Dezembro de 2014

Devolução à Natureza de um peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus)
Quinta de Marim - Olhão
16 de Dezembro de 2014




Um peneireiro-comum ingressou no RIAS após ter sido encontrado por um particular e encaminhado para o Centro pelos Vigilantes do Parque Natural do Vale do Guadiana. Este apresentava fracturas em ambas as asas pelo que a sua recuperação baseou-se na imobilização das asas e administração de anti-inflamatório. Uma vez saradas o peneireiro foi sujeito a exercícios de fisioterapia até que as asas tivessem um movimento normal. Foi então submetido a treinos de voo e caça, tendo sido devolvido à natureza por uma técnica do RIAS e sendo baptizado por quem o encontrou de "Flecha".




Devolução à Natureza de uma águia-d'asa-redonda (Buteo buteo)
Santa Catarina - Tavira
16 de Dezembro de 2014




Esta águia-d'asa-redonda foi entregue no Parque Natural do Vale do Guadiana e encaminhada para o RIAS pelo SEPNA de Beja. Era vítima de cativeiro ilegal, sendo que apresentava um comportamento diferente do normal dos indivíduos da sua espécie. Para além disso as penas da cauda e de ambas as asas encontravam-se danificadas ao ponto de esta não conseguir levantar voo. 
A sua recuperação foi longa e foi necessário colocá-lo a conviver com outra águia para que ganhasse os instintos naturais da espécie. Foi também necessário realizar três sessões de enxerto de penas em todas as zonas onde estas se encontravam danificadas. Por fim foi submetido a treinos de voo e de caça, tendo sido devolvido à natureza por um técnico do RIAS. 




Sem comentários: