O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Devoluções à Natureza de dia 11 de Dezembro de 2014

Devolução à Natureza de dois cágados-mediterrânicos (Mauremys leprosa)
Quinta de Marim - Olhão
11 de Dezembro de 2014


Estas tartarugas de água doce foram entregues no RIAS por um particular que as encontrou em condições pouco favoráveis à sua sobrevivência. Apresentavam sinais avançados de um fungo que provoca putrefacção da carapaça. A sua recuperação baseou-se em banhos de betadine, administração de antibiótico em forma de pomada e disponibilização de comida e luz solar diariamente, tendo sido devolvidos à natureza por uma técnica do RIAS.

video


Devolução à Natureza de uma coruja-das-torres (Tyto alba)
Quinta de Marim - Olhão
11 de Dezembro de 2014



Uma coruja-das-torres foi encaminhada para o RIAS pelos Vigilantes do Parque Natural do Vale do Guadiana com uma fractura numa das asas. A sua recuperação consistiu na imobilização da asa e disponibilização de comida até que a fractura cicatrizasse. Posteriormente foi submetida a treinos de voo e caça, tendo sido devolvido à Natureza por uma técnica do RIAS.


video



Devolução à Natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
Quinta de Marim - Olhão
11 de Dezembro de 2014




Este mocho-galego foi encaminhado para o RIAS pelos Vigilantes do Parque Natural da Ria Formosa, após ter sido encontrado em Almancil por um particular. Apresentava uma das asas fracturada, tendo a sua recuperação consistido na imobilização da asa afectada até que cicatrizasse. A última fase da sua recuperação baseou-se em treinos de voo e caça, tendo sido libertado por um técnico do RIAS.


Sem comentários: