O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Devoluções à Natureza de dia 17 de Julho de 2014

Devolução à Natureza de quatro cegonhas-brancas (Ciconia ciconia)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Julho de 2014





As cegonhas-brancas, à excepção de uma, ingressaram no RIAS após terem caído do ninho. Tendo em conta que se alimentavam sozinhas, a sua recuperação consistiu em disponibilizar alimento até ao crescimento de todas as penas necessárias ao voo.
A última cegonha colidiu com uma estrutura apresentando uma luxação no ombro tendo-se procedido à imobilização da asa afectada. Posteriormente foi submetida a treinos de voo.


Dada a parceria com a NIOBO, todas as cegonhas foram devolvidas à natureza por técnicos da empresa "madrinha" desta espécie.



Devolução à Natureza de uma andorinha-dos-beirais (Delichon urbicum)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Julho de 2014




Esta andorinha-dos-beirais ingressou no centro após ter caído do ninho. Como era muito jovem, a sua recuperação consistiu em alimentá-la até que crescessem todas as penas necessárias ao voo.

Foi libertada por um técnico do RIAS.

Devolução à Natureza de uma gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
17 de Julho de 2014

Uma gaivota-de-patas-amarelas foi encontrada na Praia de Faro com sintomas de debilidade. A sua recuperação consistiu na administração de fluídos e alimentação assistida, até que ganhasse forças para se alimentar sozinha. Posteriormente foi submetida a treinos de voo tendo sido libertada pela pessoa que reencaminhou para o RIAS.



Sem comentários: