O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Devolução à Natureza de uma Abetarda

Devolução à Natureza de uma Abetarda (Otis tarda)
Centro de Educação Ambiental de Vale Gonçalinho - Castro Verde
30 de Abril de 2013




Esta Abetarda foi entregue no centro pela equipa da LPN (Liga para a Protecção da Natureza) do Vale Gonçalinho em Castro Verde no dia 12 de Abril após colisão com uma estrutura. Foi diagnosticada uma lesão antiga no propatágio de uma das asas e a ave encontrava-se bastante debilitada. A sua recuperação foi acompanhada diariamente com medicação e alimentação até ser possível estabilizar a sua condição física tendo sido devolvida à Natureza imediatamente. 

A Abetarda é uma ave muito difícil de manter em centros de recuperação por ser de grande porte e não existir espaço nem condições adequadas para estas espécies, mas também porque sofrem muito de stress. No entanto, e uma das poucas vezes em Portugal foi possível recuperar uma Abetarda num centro de recuperação e devolvê-la à Natureza. Este sucesso representa uma vez mais a evolução e importância do nosso centro na recuperação de animais selvagens, só possível graças ao esforço e dedicação de todos os membros e colaboradores deste projecto. 

A Abetarda foi então devolvida à Natureza na Herdade de Vale Gonçalinho onde se situa o Centro de Educação Ambiental de Vale Gonçalinho em Castro Verde, pela equipa da LPN que a baptizaram de "Jesus" no momento da libertação. 

video



segunda-feira, 17 de junho de 2013

Devolução à Natureza de uma Águia-cobreira

Devolução à Natureza de uma Águia-cobreira (Circaetus gallicus)
Croquet Club Bela Romão, Olhão
27 de Abril de 2013



Esta Águia-cobreira deu entrada no RIAS no dia 6 de Agosto de 2012 com alguma debilidade e suspeita de trauma, apresentando algumas penas primárias danificadas. Foi sujeita a tratamento e alimentação específica para recuperar a sua condição física. 

Após a conclusão desse processo, e uma vez que a única condicionante para a devolução da ave à Natureza era a ausência de algumas penas primárias, que podem demorar meses ou anos a desenvolverem-se, foi necessário recorrer à técnica de "imping". Esta técnica consiste em enxertar  penas de outro indivíduo, morto ou irrecuperável, da mesma espécie, sexo e tamanho no lugar das penas ausentes da ave a recuperar, utilizando uma cola especifica e palitos de bambu. 

Basicamente, insere-se metade do palito na pena a enxertar e a outra metade no canhão da pena ausente, utilizando a cola em ambos os lados, e tendo o cuidado de manter todas as biometrias similares com a outra asa da ave. 




Esta técnica é bastante eficaz uma vez que permite a devolução à Natureza de aves que poderiam ter de ficar anos em centros de recuperação a aguardar que as suas asas se desenvolvessem. Desta forma, a ave pode naturalmente regressar à vida selvagem normal e fazer a renovação das penas mais tarde, uma vez que o enxerto é feito no canhão da pena e não na inserção da pena com a pele. 


A acção de devolução à Natureza decorreu no Croquet Club Bela Romão em Olhão, a convite da direcção  para a participação do RIAS no Fashion Show, onde estiveram presentes mais de setenta pessoas, que no momento da libertação, deram o nome de "Croquet" à Águia-cobreira.

Neste evento de angariação de fundos para o RIAS, os convidados ofereceram um donativo no valor de 500€, que será utilizado na construção de uma casa de madeira destinada à recuperação das crias que ingressam durante a primavera. Todos os anos, o RIAS recebe mais de 300 crias de diferentes espécies e esta infraestrutura torna-se assim essencial para melhorarmos o sucesso de recuperação destes animais.



video


O RIAS agradece novamente a iniciativa e a excelente colaboração do Croquet Club Bela Romão essencial para o desenvolvimento e sucesso do nosso trabalho!!


MUITO OBRIGADO!! 

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Formação às equipas do SEPNA/GNR do Algarve

Nos dias 17 e 24 de Abril, o RIAS, no seguimento do Workshop Prático de Recuperação de Animais Silvestres, realizou uma formação para todas as equipas do SEPNA/GNR da região do Algarve, envolvendo cerca de 30 militares.



Esta formação teórico-prática abrangeu diferentes temas como a identificação, captura e o maneio de fauna selvagem, com o objectivo de complementar o trabalho das equipas SEPNA da região.  





Foi ainda possível apresentar o projecto LIFE+ Trachemys dando a conhecer as diferentes espécies nativas e exóticas de cágados, o que permitirá uma melhor colaboração da GNR no desenvolvimento deste projecto. 



quinta-feira, 13 de junho de 2013

Devolução à Natureza de um Papa-amoras

Devolução à Natureza de um Papa-amoras (Sylvia communis)
Quinta de Marim - Olhão
24 de Abril de 2013


Esta pequena ave chegou ao RIAS através de uma entrega particular depois de ter colidido com uma estrutura. No exame físico detectou-se uma pequena lesão no bico, pelo que, o animal foi sujeito a observação durante alguns dias de forma a perceber se a lesão afectava o seu comportamento, nomeadamente a sua alimentação. Após algum tempo, a lesão estava ultrapassada e o animal foi devolvido de novo à Natureza.

Esta acção foi realizada pela pessoa que encontrou e entregou o animal no centro. 

video

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Workshop Prático de Recuperação de Animais Silvestres

Nos dias 12, 13 e 14 de Abril de 2013, o RIAS/ALDEIA organizou mais uma edição do Workshop Prático de Recuperação de Animais Silvestres, que decorreu na Casa João Lúcio/Ecoteca de Olhão.  


Nesta formação estiveram presentes 20 participantes entre eles alguns elementos de diferentes equipas do SEPNA/GNR da região do Algarve. O curso esteve a cargo dos médicos veterinários da ALDEIA, Ricardo Brandão e Hugo Lopes. Este workshop contou com a presença do Sr. Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Olhão, Dr. António Humberto dos Santos, que em conjunto com o RIAS, deu as boas-vindas aos participantes!




No primeiro dia do workshop foi dado a conhecer aos participantes a Associação ALDEIA e o Projecto RIAS e ainda foi dado início ao módulo teórico do curso com uma palestra sobre a identificação de Animais Silvestres. 


O segundo dia foi destinado apenas à componente teórica do workshop. Foram abordados os seguintes temas: Introdução e princípios base para a recuperação de animais silvestres e funcionamento de um centro de recuperação; Desenho e estruturas de instalações de um centro de recuperação, onde foi dada a oportunidade aos participantes de ficarem a conhecer o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens (RIAS); Captura, contenção e manuseamento de animais silvestres e respectiva segurança e protecção para animais e pessoas; e para finalizar, Aspectos anato-fisiológicos dos animais. 

O curso foi finalizado com um dia de componente prática onde os participantes tiveram a possibilidade de por os conhecimentos adquiridos em acção. 
O dia foi iniciado com um treino de técnicas de manipulação e exame físico. 



Em seguida, foram exercitadas as diferentes técnicas e tipos de ligaduras utilizadas em diferentes casos clínicos. 





Por fim, foram praticadas as técnicas de fluidoterapia e administração de medicamentos e alimentos com avaliação de diferentes graus de desidratação e diferentes vias de administração. 




Foi encerrado o curso com um esclarecimento de dúvidas e convívio entre participantes e formadores.

Pode visualizar uma reportagem sobre este workshop realizada pela Local TV no seguinte link:  http://videos.sapo.pt/rGtIccNCKyjmdstUAETV

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Reforço de populações de Cágado-de-carapaça-estriada, ajuda a salvar esta espécie ameaçada de extinção

O RIAS/ALDEIA e toda a equipa do projecto LIFE + Trachemys, têm o prazer de anunciar que na próxima quarta-feira, dia 12 de Junho, iremos proceder à libertação dos primeiros 40 indivíduos de Cágado-de-carapaça-estriada (Emys orbicularis) nascidos em cativeiro, acção inédita em Portugal.


A libertação dos primeiros animais decorrerá às 10:30h na Lagoa de São Lourenço (Almancil), junto ao observatório de aves. Em seguida, está prevista a libertação dos restantes indivíduos na Lagoa da Quinta do Lago Sul, pelas 11:30h, e na Lagoa das Dunas Douradas, pelas 12:30h.

Contamos consigo para assistir a este momento de grande importância para a conservação desta espécie de cágado!

A reprodução em cativeiro do Cágado-de-carapaça-estriada (Emys orbicularis), uma espécie considerada Em Perigo de extinção em Portugal, é um dos objetivos do Projeto LIFE+ Trachemys, que se iniciou em 2011, em resultado de uma parceria entre o CIBIO, o Parque Biológico de Gaia e a Associação ALDEIA/RIAS, em Portugal, e a Generalidade Valenciana e a empresa Vaersa, em Espanha. 

Estes nascimentos em cativeiro têm como objetivos aumentar a reduzida taxa de sobrevivência dos animais nos primeiros anos de vida e reforçar as populações selvagens desta espécie. Os resultados obtidos representam já o equivalente a um acréscimo de cerca de 1/3 da população total existente nas lagoas abrangidas pelo Projeto.


quarta-feira, 5 de junho de 2013

Devolução à Natureza de uma Galinha-d'água

Devolução à Natureza de uma Galinha-d'água (Gallinula chloropus)
Reserva Natural de Castro Marim
6 de Abril de 2013






Esta Galinha-d'água deu entrada no RIAS no dia 23 de Março de 2013 através de um particular que a encontrou debilitada. Foi sujeita a um exame onde se verificou que apenas se encontrava desnutrida e desidratada. Após a sua recuperação foi de imediato devolvida à Natureza.


video


Esta acção de devolução à Natureza decorreu na Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António na comemoração do aniversário desta área protegida.



O RIAS agradece ao ICNF o convite para a participação neste dia aberto. 

sábado, 1 de junho de 2013

Primeiras Crias do Ano!

Já chegaram ao RIAS as primeiras crias do ano de 2013!


Actualmente temos em recuperação no centro crias das seguintes espécies:

Corujas-do-mato (Strix aluco)
Perdiz (Alectoris rufa)
Mocho-galego (Athene noctua)
Andorinha-dos-beirais (Delichon urbicum)
Pêga-azul (Cyanopica cyanus)
Gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis)



Gostaria de apadrinhar alguma delas e dessa forma ajudar o nosso trabalho?

Para qualquer informação por favor contacte: 
E-mail: rias.aldeia@gmail.com
Telemóvel: 927 659 313

Devoluções à Natureza: 5 de Abril de 2013

Devolução à Natureza de um andorinhão-preto (Apus apus)
Quinta de Marim - Olhão
5 de Abril de 2013



Este andorinhão-preto foi encontrado por um particular e entregue ao RIAS no dia 18 de Março de 2013. Foi hidratado e alimentado e após alguns dias em observação e acompanhamento foi devolvido à natureza.

Esta devolução foi realizada pelo casal de voluntários internacionais do RIAS no âmbito do projecto de Voluntariado Internacional do nosso centro.

video



Devolução à Natureza de 3 Cágados-mediterrânicos (Mauremys leprosa)
Quinta de Marim - Olhão
5 de Abril de 2013


Estas três crias de cágado-mediterrânico chegaram ao RIAS através de particulares, durante a primeira semana de Abril. Foram observados pela equipa veterinária do centro e após confirmação de que não apresentavam nenhuma lesão ou anomalia foram de imediato devolvidos à Natureza.

Desta vez, a devolução foi realizada pelas filhas dos nossos voluntários internacionais. 

video


Aproveitamos para, mais uma vez, divulgar o nosso projecto de Voluntariado Internacional. Visitem e divulguem o nosso site http://rias-international-volunteering.blogspot.pt/. 

Agradecemos novamente a preciosa ajuda dos nossos primeiros voluntários internacionais. Foi um enorme prazer conhecer, conviver e trabalhar com eles! 

MUITO OBRIGADO!!