O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Devoluções à Natureza: Última Semana de Maio

Devolução à Natureza de 2 Gaivotas-d'asa-escura (Larus fuscus)
Quinta de Marim - Olhão
22 de Maio de 2013


As duas Gaivotas foram encontradas e entregues no centro por particulares. Ambas chegaram com sintomas de doença gastro-intestinal. O seu tratamento foi baseado em fluidoterapia e alimentação adequada até à sua recuperação, e numa fase posterior em treinos de voo no lago exterior do centro até atingirem condições físicas ideais. 
A acção de devolução foi realizada pelos particulares que entregaram os animais no nosso centro e uma voluntária estrangeira. As gaivotas foram chamadas de "Bobby" e "Francisca".

video



Devolução à Natureza de 2 Ouriços-cacheiros (Erinaceus europaeus)
Quinta de Marim - Olhão
22 de Maio de 2013



Dois ouriços-cacheiros (um macho e uma fêmea) foram entregues no RIAS por um particular que os encontrou na freguesia de Armação de Pêra e os veio entregar pessoalmente.
Ambos chegaram com pequenas feridas e larvas nos ouvidos e um deles tinha ainda pequenas feridas no peito.
O particular que os entregou não pode estar presente na sua devolução à natureza pelo que os animais foram libertados por uma senhora que entregou no RIAS outro animal ferido e que nos fez um donativo, em conjunto com uma voluntária estrangeira. Estes foram baptizados aquando da sua devolução de Spyke e Margarida.


video



Devolução à Natureza de uma Rôla-do-mar (Arenaria interpes)
Quinta de Marim - Olhão
24 de Maio de 2013




Uma rôla-do-mar encontrada em Olhão foi entregue por um particular a 2 de Maio. Quando chegou ao centro de recuperação a rôla apresentava diversas feridas nas asas e na pata esquerda que aparentavam ter sido provocadas por uma rede. Foi observado que a asa esquerda estava descaída tendo várias feridas e hematomas no propatágio. A asa direita também tinha feridas e hematomas com rotura de pele entre duas penas primárias. A sua recuperação consistiu na imobilização da asa esquerda e no seguimento da evolução do processo de cicatrização das suas feridas.
Depois de recuperada a sua devolução à natureza foi efectuada por técnicos do RIAS.


video





Devolução à Natureza de 2 Andorinhas-dos-beirais (Delichon urbica)
Quinta de Marim - Olhão
27 de Maio de 2013





No início do mês de Maio chegaram ao RIAS três andorinhas-dos-beirais entregues cada uma por um particular, de Olhão e de Faro, respectivamente.
As duas andorinhas ingressaram no RIAS devido a queda do ninho, mas não apresentavam quaisquer lesões. Assim, a recuperação consistiu apenas na alimentação das pequenas andorinhas até se encontrarem bem fisicamente e, como eram crias, foi também necessário esperar que crescessem as penas de voo para serem devolvidas à natureza. 
A sua devolução foi efectuada por técnicos do RIAS.

video


Sem comentários: