O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Devolução à Natureza de uma Águia-cobreira

Devolução à Natureza de uma Águia-cobreira (Circaetus gallicus)
Croquet Club Bela Romão, Olhão
27 de Abril de 2013



Esta Águia-cobreira deu entrada no RIAS no dia 6 de Agosto de 2012 com alguma debilidade e suspeita de trauma, apresentando algumas penas primárias danificadas. Foi sujeita a tratamento e alimentação específica para recuperar a sua condição física. 

Após a conclusão desse processo, e uma vez que a única condicionante para a devolução da ave à Natureza era a ausência de algumas penas primárias, que podem demorar meses ou anos a desenvolverem-se, foi necessário recorrer à técnica de "imping". Esta técnica consiste em enxertar  penas de outro indivíduo, morto ou irrecuperável, da mesma espécie, sexo e tamanho no lugar das penas ausentes da ave a recuperar, utilizando uma cola especifica e palitos de bambu. 

Basicamente, insere-se metade do palito na pena a enxertar e a outra metade no canhão da pena ausente, utilizando a cola em ambos os lados, e tendo o cuidado de manter todas as biometrias similares com a outra asa da ave. 




Esta técnica é bastante eficaz uma vez que permite a devolução à Natureza de aves que poderiam ter de ficar anos em centros de recuperação a aguardar que as suas asas se desenvolvessem. Desta forma, a ave pode naturalmente regressar à vida selvagem normal e fazer a renovação das penas mais tarde, uma vez que o enxerto é feito no canhão da pena e não na inserção da pena com a pele. 


A acção de devolução à Natureza decorreu no Croquet Club Bela Romão em Olhão, a convite da direcção  para a participação do RIAS no Fashion Show, onde estiveram presentes mais de setenta pessoas, que no momento da libertação, deram o nome de "Croquet" à Águia-cobreira.

Neste evento de angariação de fundos para o RIAS, os convidados ofereceram um donativo no valor de 500€, que será utilizado na construção de uma casa de madeira destinada à recuperação das crias que ingressam durante a primavera. Todos os anos, o RIAS recebe mais de 300 crias de diferentes espécies e esta infraestrutura torna-se assim essencial para melhorarmos o sucesso de recuperação destes animais.





O RIAS agradece novamente a iniciativa e a excelente colaboração do Croquet Club Bela Romão essencial para o desenvolvimento e sucesso do nosso trabalho!!


MUITO OBRIGADO!! 

Sem comentários: