O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 31 de julho de 2012

Libertações: 24 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de 5 peneireiros-vulgares (Falco tinnunculus)
Vale Gonçalinho - Castro Verde
24 de Julho de 2012

Estes 5 peneireiros-vulgares foram recolhidos na zona de Castro Verde e entregues no RIAS por técnicos da Liga para a Protecção da Natureza (LPN) no início de Junho devido a uma vaga de calor intenso que se registou naquela zona do país. 

Aqui no centro foram de imediato hidratados e alimentados. Mais tarde foram transferidos para uma câmara de recuperação onde puderam treinar o voo e a caça.


Foram libertados por técnicos da LPN na presença de cerca de 15 crianças participantes de um ATL de Verão organizado por esta entidade. 


Foram baptizados de “Manchinhas”, “Marreta”, “Joca”, “Preguiça” e “Pintarolas” pelos participantes.




Libertação: 23 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de um bufo-real (Bubo bubo)
23 de Julho de 2012
Castro Verde

Este bufo-real deu entrada no RIAS no dia 2 de Junho após ter sido recolhido em Castro Verde. Foi transportado para o RIAS por técnicos da Liga para a Protecção da Natureza. 

Apesar de não apresentar nenhuma lesão no momento de chegada ao centro, este animal foi mantido em observação no internamento por haver suspeita de atropelamento. Tendo começado rapidamente a comer sozinho, foi então transferido para uma câmara de recuperação exterior de grandes dimensões onde lhe foi possível treinar o voo e a caça juntamente com outro animal da mesma espécie. 



Foi devolvido à Natureza pelo particular que o encontrou, na presença de alguns membros da Liga para a Protecção da Natureza, tendo sido baptizado de "Cabeçadas". 

sábado, 28 de julho de 2012

Libertações: 22 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de 2 andorinhões-pretos (Apus apus)
Quinta de Marim - Olhão


Estes 2 andorinhões-pretos ingressaram no RIAS após terem caído do ninho. Tratando-se de crias, foram alimentados regularmente à base de insectos até ao completo crescimento das penas de voo. O seu processo de recuperação consistiu ainda em treinos diários de voo.




Foram devolvidos à Natureza pela particular que os recolheu e entregou no RIAS. 



sexta-feira, 27 de julho de 2012

Libertação: 20 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de uma andorinha-dos-beirais (Delichon urbica)
Quinta de Marim - Olhão
20 de Julho de 2012


Esta pequena andorinha foi recolhida em Olhão após ter caído do ninho. Por se encontrar num jardim rodeada por gatos, que constituem uma ameaça a estas pequenas crias, uma particular trouxe-a para o RIAS. Aqui no centro foi alimentada regularmente com insectos, até finalizar o crescimento de todas as penas de voo. Foi-lhe ainda possível treinar o voo juntamente com outras andorinhas, antes de ser devolvida à Natureza.



Libertações: 18 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de um andorinhão-preto (Apus apus) e de uma cegonha-branca (Ciconia ciconia)
Quinta de Marim, Olhão
18 de Julho de 2012




Este andorinhão-preto deu entrada no RIAS após ter caído do ninho em Olhão. Foi recolhido e encaminhado para o centro pelos Vigilantes da Natureza do Parque Natural da Ria Formosa. Aqui no RIAS foi alimentado regularmente com insectos até ao crescimento total das penas de voo. No final do seu processo de recuperação foi ainda sujeito a treinos de voo.


Foi libertado pela Rita Medeiros, designer das t-shirts "A Côr do Camaleão" à venda no Centro de Interpretação Ambiental do RIAS. 



Esta cegonha foi recolhida em Olhão também pelos Vigilantes da Natureza do Parque Natural da Ria Formosa. Tratava-se de um juvenil deste ano e apresentava um dos dedos da pata amputado, provavelmente por ter ficado presa em linhas ou cordas. O seu tratamento consistiu em limpeza e curativo da pata até a ferida estar fechada. Posteriormente foi colocada numa instalação exterior juntamente com outras cegonhas onde treinou o voo. 



Foi libertada por técnicos e voluntários do RIAS na Quinta de Marim.



Devolução à Natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
18 de Julho de 2012
Silves

Este pequeno mocho-galego foi recolhido na zona de Alvor por uma particular, havendo suspeita de atropelamento. Foi imediatamente encaminhado para o RIAS pela pessoa que o encontrou. O seu processo de recuperação consistiu em repouso e alimentação adequada uma vez que não tinha nenhuma fractura quando aqui chegou. Posteriormente foi transferido para uma instalação de maiores dimensões onde lhe foi possível treinar o voo e caça juntamente com outros mochos. 



Foi devolvido à Natureza pela particular que o recolheu. 

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Libertações: 17 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de 5 mochos-galegos (Athene noctua) e uma cegonha-branca (Ciconia ciconia)
17 de Julho de 2012
Ludo - Faro




Estes mochos-galegos foram recolhidos e entregues no RIAS por particulares que os encontraram na região de Faro no início de Junho. Todos se tratavam de crias que caíram do ninho, sendo três deles da mesma ninhada. 

Por se tratarem de crias, o seu processo de recuperação consistiu em alimentação regular até ao crescimento completo das penas de voo e posteriormente treinos de voo e caça numa jaula de maiores dimensões. 




Esta cegonha-branca foi recolhida por particulares na cidade de Faro, também após ter caído do ninho. O seu processo de recuperação consistiu em alimentação regular e treino de voo numa instalação exterior de grandes dimensões juntamente com outras cegonhas. 



quarta-feira, 25 de julho de 2012

Libertações: 14 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de 1 cegonha-branca (Ciconia ciconia)
14 de Julho de 2012

Hotel Vila Galé Albacora - Tavira


No âmbito das sessões de educação ambiental desenvolvidas pelo RIAS nesta unidade hoteleira foi devolvida à natureza uma cegonha-branca que se encontrava em recuperação no RIAS. Esta cegonha foi entregue no RIAS após ter caído do ninho em Tavira. Por se tratar de uma cria que não conseguia ainda voar, foi mantida numa instalação exterior juntamente com outras cegonhas, onde completou o processo de crescimento das penas de voo.



Devolução à Natureza de 3 cegonhas-brancas (Ciconia ciconia)

Sítio da Arrochela - Silves



À semelhança da cegonha libertada em Tavira neste mesmo dia, estas 3 cegonhas deram entrada no centro após terem caído do ninho na região de Silves. Apesar de não terem lesões, estes 3 animais ainda não tinham completado o crescimento das penas de voo pelo que a sua recuperação consistiu em alimentação regular e treinos de voo numa instalação exterior. 
Estes 3 animais foram recolhidos e entregues no RIAS pela equipa SEPNA/GNR de Silves no final do mês de Junho.


Libertação: 12 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de um andorinhão-preto (Apus apus)
Quinta de Marim - Olhão
12 de Julho de 2012


Este andorinhão-preto deu entrada no RIAS no dia 3 de Julho de 2012 após ter caído do ninho, em Monte Gordo. Foi recolhido e entregue no centro pela particular que o encontrou. Aqui no centro, foi hidratado e alimentado até atingir o peso ideal para ser devolvido à natureza. A devolução foi feita por dois voluntários do RIAS.




Libertação: 11 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de uma andorinha-dos-beirais (Delichon urbica)
Quinta de Marim - Olhão
11 de Julho de 2012





Esta andorinha-dos-beirais deu entrada no RIAS no início do mês de Julho após ter caído do ninho. Foi recolhida e encaminhada para o centro por uma particular. O seu processo de recuperação consistiu em alimentação regular à base de insectos e treinos de voo juntamente com outras andorinhas. 


RIAS e Grupo Flamingo parceiros em actividades de Educação Ambiental

No início de 2012 o RIAS/ALDEIA e o Grupo Flamingo - Associação de Defesa do Ambiente desenvolveram uma parceria para a realização de actividades de educação ambiental no concelho do Seixal.



Esta parceria permite a ambas as entidades um alargamento das áreas de actuação ao nível da sensibilização ambiental envolvendo também um público mais abrangente. Para a realização destas actividades, o RIAS conta com a colaboração de um voluntário, Diogo Amaro, que dinamiza as acções utilizando o kit de educação ambiental do centro. 

Uma das actividades desenvolvidas no âmbito desta parceria teve lugar na Escola Manuel Cargaleiro (Concelho do Seixal) nos dias 21, 23 e 24 de Maio, onde foram realizadas apresentações sobre a Conservação da Natureza, temática inserida no plano de estudos do 8º ano de escolaridade, no âmbito do programa Aescolamexe da Câmara Municipal do Seixal. Foram abordados temas como as ameaças à biodiversidade, alguns exemplos de espécies em perigo da fauna de Portugal como a Águia-real ou o Lince-ibérico e quais os projectos a decorrer no Grupo Flamingo no âmbito da Conservação da Natureza.




Esteve também presente um técnico do RIAS, Centro de Recuperação e  Investigação de Animais Selvagens, fazendo uma breve introdução ao projecto e ao trabalho realizado no centro, mais precisamente na recuperação de animais selvagens, contribuindo para a  sua conservação.

sábado, 21 de julho de 2012

Campanha de Apadrinhamentos 2012



Vimos por este meio renovar a nossa Campanha de Apadrinhamentos, apresentando uma listagem actualizada das espécies que se encontram em recuperação actualmente e que poderão ser apadrinhadas.

Ao apadrinhar um animal terá a possibilidade de assistir à sua devolução à Natureza (se tal for possível no final do processo de recuperação) e receberá um certificado de apadrinhamento. Poderá também solicitar informações e fotos do animal apadrinhado. O seu contacto será inserido na lista de divulgação do RIAS para que possa receber informações sobre as próximas actividades em que poderá participar, tornando-se, desta forma, um membro activo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal.






Espécies de animais actualmente em recuperação no RIAS:

Com uma contribuição mínima de 15€ cada:

Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)
Águia-calçada (Aquila pennata)
Milhafre-preto (Milvus migrans)
Coruja-do-mato (Strix aluco)
Coruja-das-torres (Tyto alba)
Mocho-galego (Athene noctua)
Peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus)
Gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Gaivota-de-asas-escuras (Larus fuscus)
Cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa)
Gralha-preta (Corvus corone)
Pato-real (Anas plathyrhyncos)
Frisada (Anas strepera)
Galeirão (Fulica atra)



Com uma contribuição mínima de 25€ cada:

Cágado-de-carapaça-estriada (Emys orbicularis)
Açor (Accipiter gentilis)
Águia-cobreira (Circaetus gallicus)
Grifo (Gyps fulvus)
Gaivota de Audouin (Larus audouinii)


Nota: os valores indicados referem-se a apadrinhamento individual/particular. Caso pretenda ceder apoios através de uma instituição / empresa, os valores mínimos serão de 250€ para qualquer espécie indicada anteriormente (podendo ser deduzidos no IRS ao abrigo da lei do mecenato ambiental).


Para descarregar a ficha de apadrinhamento clique aqui.


Esta campanha pretende ser assim um meio de angariação de fundos para a manutenção e gestão deste centro. Visa também ser uma forma de divulgação e aproximação da população em geral ao trabalho desenvolvido pelos centros de recuperação de fauna selvagem.


Modos de pagamento:

- CHEQUE: Em nome de Associação ALDEIA enviado juntamente com a ficha de apadrinhamento para: RIAS/ALDEIA — EN 125 Sítio dos Murtais cx postal 57 - Z Moncarapacho 8700-120 Olhão


- TRANSFERÊNCIA*: NIB: 003505550004877083028 (Caixa Geral de Depósitos de Olhão)
* Enviar comprovativo de transferência por correio para a morada acima indicada ou por correio electrónico para rias.aldeia@gmail.com, juntamente com a ficha de apadrinhamento.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Venha Limpar a ilha da Armona!!! 21 de Julho de 2012


associação Foz do Êta, em parceria com diversas entidades está a organizar uma campanha de limpeza da Ilha da Armona (Olhão)

O RIAS/ALDEIA associa-se mais uma vez a esta nobre causa e convida todos os seus amigos e voluntários a participarem nesta acção! 

Dia: 21 de Julho de 2012
Ponto de Encontro: Ponte de Embarque em Olhão
Hora: 8:45

O bilhete de barco Olhão - Armona - Olhão será gratuito para todos os participantes!!

Recomenda-se que cada participante traga roupa confortável, protector solar, chapéu e água. 

Para mais informações, por favor contacte: Joana Correia jpc.voa@gmail.com ou geral@fozdoeta.net

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Libertação: 7 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de uma Coruja-das-torres (Tyto alba)
Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho, Castro Verde


Esta coruja-das-torres foi recolhida perto do Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho, propriedade da Liga para a Protecção da Natureza (LPN) por se encontrar bastante debilitada. Foi recolhida e encaminhada para o RIAS por técnicos dessa instituição.

O seu processo de recuperação consistiu inicialmente em hidratação e alimentação adequada e numa fase posterior treinos de voo e caça. Foi devolvida à natureza perto do local onde foi encontrada, pela madrinha que apadrinhou este animal e por alguns técnicos da LPN, tendo sido baptizada de "Lousa".



Educação Ambiental no Hotel Vila Galé Albacora – Verão 2012



O RIAS em parceria com o Hotel Vila Galé Albacora em Tavira iniciou uma campanha de sensibilização e educação ambiental dirigida aos clientes deste empreendimento turístico.

Duas vezes por semana serão realizadas sessões teóricas sobre a fauna selvagem existente em Portugal, tendo a primeira sessão decorrido no passado sábado, dia 7 de Julho de 2012.

No final da apresentação sobre as Aves da Ria Formosa, os participantes poderam ainda assistir à devolução à Natureza de duas Gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis) recuperadas no RIAS.





Esta iniciativa decorrerá todas as terças e sábados até ao final do Verão no Hotel Vila Galé Albacora em Tavira. 

Apareça e venha aprender connosco!!

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Libertações: 6 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de duas Andorinhas-das-chaminés (Hirundo rustica)
Quinta de Marim - Olhão
  

Estas duas andorinhas foram recolhidas por uma particular e encaminhadas para o RIAS por técnicos da Liga para a Proteção da Natureza (LPN). Por se tratarem de crias que caíram do ninho, o seu processo de reabilitação consistiu em alimentação regular à base de insectos e treinos de voo juntamente com outras andorinhas. Foram devolvidas à natureza por voluntárias do RIAS.



quarta-feira, 11 de julho de 2012

Libertações: 5 de Julho de 2012

Devolução à Natureza de um Chapim-real (Parus major), uma andorinha-dos beirais (Delicon urbica) e um Estorninho-preto (Sturnus unicolor)
Quinta de Marim - Olhão


Este pequeno chapim-real (Parus major) foi entregue no RIAS por uma particular. Foi recolhido após ter caído do ninho e ter sido apanhado por um gato, pelo que apresentava alguns ferimentos provocados pelas garras e dentes do gato. Devido às suas lesões, o seu processo de recuperação consistiu em tratamento das feridas e administração de antibióticos, bem como alimentação regular e treinos de voo. Foi devolvido à natureza pelos particulares que o encontraram.
  




A andorinha-dos-beirais (Delichon urbica) foi entregue no RIAS por uma particular após a ter recolhido do chão. Por se tratar de uma cria procedeu-se à sua alimentação regular à base de insectos e a treinos de voo juntamente com outras andorinhas. Foi devolvida à natureza por um voluntário do RIAS.



O estorninho-preto (Sturnus unicolor) foi também entregue no centro por um particular que o recolheu após queda do ninho. O seu processo de recuperação consistiu em alimentação adequada e treinos de voo. Foi devolvido à natureza pelo particular que o havia recolhido.






Devolução à Natureza de dois Ouriços-cacheiros (Erinaceus europaeus)
Arrochela – Silves


Estes dois ouriços foram entregues no RIAS por uma particular que os recolheu por se encontrarem num local pouco seguro para estes animais. Por se tratarem de juvenis que nasceram nesta primavera, foram mantidos no centro até atingirem o peso ideal para a sua idade, tendo sido devolvidos à Natureza pela madrinha que os apadrinhou.


terça-feira, 10 de julho de 2012

Libertações: 20 a 28 de Junho de 2012

Devolução à Natureza de um Chapim-real (Parus major)
20 de Junho de 2012
Quinta de Marim – Olhão



Este pequeno chapim-real, deu entrada no RIAS após ter caído do ninho em Moncarapacho, Olhão. Foi recolhido por um particular que o trouxe imediatamente para o centro onde foi alimentado e hidratado. Umas semanas mais tarde, pôde treinar o voo numa jaula exterior adaptada para estas pequenas aves se poderem exercitar. Foi devolvido à natureza por um dos técnicos do RIAS.





Devolução à Natureza de 3 Melros-pretos (Turdus merula) e 1 Pêga-azul (Cyanopica cyanus)
21 de Junho de 2012
Quinta de Marim – Olhão


Os 3 melros-pretos foram recolhidos pela Protecção Civil de Faro de um contentor do lixo, ainda dentro do ninho, provavelmente após este ter sido retirado de uma árvore. Posteriormente as 3 pequenas aves foram encaminhadas para o RIAS por um biólogo do Parque Natural da Ria Formosa. Aqui no centro foram devidamente alimentadas e hidratadas e foram sujeitas a treinos de voo numa fase posterior do processo de recuperação.



A pêga-azul foi recolhida por um particular em Faro que a encaminhou até ao centro também devido a queda do ninho. À semelhança dos melros, este animal foi alimentado e hidratado e realizou também treinos de voo antes de se proceder à sua devolução à Natureza.





Devolução à Natureza de 2 cágados-mediterrânicos (Mauremys leprosa)
21 de Junho de 2012
Lagoa de São Lourenço, Almancil

Um destes dois cágados-mediterrânicos ingressou no RIAS devido a atropelamento, apresentando pequenas fracturas na carapaça. A sua recuperação envolveu tratamento adequado das lesões, imobilização das placas da carapaça e alimentação regular. O outro cágado entrou no RIAS após ter sido recolhido por uma particular num local pouco apropriado para esta espécie. O seu rápido processo de recuperação consistiu apenas em alimentação regular.





Devolução à Natureza de 1 Sapo-comum (Bufo bufo)
22 de Junho de 2012
Quinta de Marim – Olhão


Este sapo-comum foi recolhido em Faro por um particular dentro de uma garagem. Por ser um local perigoso e não natural para este animal, foi encaminhado para o RIAS e após o exame clínico realizado pela veterinária do centro, foi imediatamente devolvido à Natureza.




Devolução à Natureza de 1 Pardal-comum (Passer domesticus)
28 de Junho de 2012
Quinta de Marim – Olhão


Este pardal-comum foi entregue no RIAS por um particular após ter sido recolhido em Olhão devido a queda de ninho. No RIAS foi alimentado e sujeito a treinos de voo juntamente com outros pardais numa jaula exterior. Foi devolvido à natureza pelos particulares que o encontraram.