O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Devolução à Natureza de um ganso-patola e de um guincho - Fuseta - 14/10/2012

Devolução à Natureza de um ganso-patola (Morus bassanus) e de um guincho-comum (Chroicocephalus ridibundus)
14 de Outubro de 2012
Fuseta, Olhão



Este ganso-patola deu entrada no RIAS no dia 1 de Outubro de 2012 bastante debilitado. Foi entregue no centro pelos Vigilantes da Natureza do Parque Natural da Ria Formosa. O seu processo de recuperação consistiu em hidratação e alimentação regular e posteriormente testes de impermeabilização.



A recuperação de aves marinhas pelágicas, nomeadamente os gansos-patolas é normalmente um processo bastante complicado pois esta espécie é extremamente sensível ao cativeiro e consequente manipulação. 

Fotografia de Ricardo Badalo

Neste caso, o processo rápido de administração de alimento para que atingisse uma boa condição corporal, contribuiu para o sucesso de recuperação deste animal que foi baptizado de "Maria" no momento da sua libertação. 

                                                               Fotografia de Ricardo Badalo


O guincho-comum foi entregue no RIAS no dia 17 de Setembro de 2012 e apresentava sintomas compatíveis com doença gastrointestinal, como parésia dos membros, debilidade extrema e diarreia. Neste sentido, o seu processo de recuperação consistiu em fluidoterapia, alimentação adequada e, mais tarde, treinos de voo numa instalação exterior. 

Fotografia de Inês Jesus

Fotografia de Inês Jesus

Esta pequena ave foi baptizada de "Tiago Ventura" no momento da sua libertação. 



Esta acção de devolução à natureza de aves recuperadas contou com o excelente apoio da empresa Passeios Ria Formosa a quem o RIAS agradece novamente! 

Sem comentários: