O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sábado, 18 de agosto de 2012

Libertações: 9 de Agosto de 2012

Devolução à Natureza de uma coruja-do-mato (Strix aluco) e de um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus)
9 de Agosto de 2012
Quinta de Marim e Sítio dos Murtais - Olhão


Esta coruja-do-mato foi encontrada na Via do Infante perto de São Brás de Alportel por uma particular que a recolheu e entregou no RIAS no dia 22 de Maio de 2012. Após o exame clínico não foi detectada nenhuma lesão pelo que o seu tratamento consistiu em repouso e alimentação adequada. Posteriormente foi colocada numa instalação exterior juntamente com outras corujas onde exercitou o voo e a caça.


Foi devolvida à natureza por um colaborador do RIAS na Quinta de Marim, que a baptizou de "Francelina".



O ouriço-cacheiro foi entregue numa clínica veterinária em Loulé, tendo sido encaminhado imediatamente para o RIAS pelo proprietário da clínica no dia 26 de Julho de 2012. Tratando-se de uma cria que não apresentava lesões, o seu processo de recuperação consistiu apenas em alimentação e hidratação até atingir o peso adequado para ser devolvido à natureza.


Foi devolvido à natureza por uma voluntária do RIAS que o baptizou de "Pentecostes". 

Sem comentários: