O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Enriquecimento ambiental no RIAS

O RIAS, juntamente com os inúmeros voluntários e estagiários que nos últimos meses nos têm ajudado, procedeu a elaboração de novos poleiros e outras estruturas no sentido de enriquecer as várias câmaras de recuperação do centro.


Este enriquecimento ambiental tem como objectivo a promoção do bem-estar animal, assim como estimular os comportamentos naturais das diferentes espécies, de forma a que os animais estejam em condições de poderem ser devolvidos na Natureza.







O RIAS gostaria de agradecer a todos os voluntários e a carpintaria JPM em Olhão!

Se estiver interessado quer em doar material ou ajudar-nos nesta actividade por favor envie-nos em email para rias.aldeia@gmail.com

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Libertação: 25 de Fevereiro de 2011

Libertação de um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus)
Quinta do Marim, Olhão

No dia 25 de Fevereiro, Sexta-feira, o Rias devolveu à natureza um ouriço-cacheiro que ingressou órfão neste centro.



Esta cria foi encontrada em Loulé e encaminhada para o RIAS por intermédio de particulares. O seu processo de recuperação passou essencialmente por uma alimentação adequada. Neste processo foi essencial evitar a habituação do animal à presença do ser humano, tendo-se para isso diminuído este contacto ao mínimo indispensável.


No momento de devolução à natureza estiveram presentes 9 pessoas, entre as quais se encontravam voluntários, estagiários e técnicos do RIAS e os particulares que tinham encontrado o animal. O ouriço-cacheiro foi baptizado de 'Picas'.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Libertação: 19 de Fevereiro de 2011

Libertação de 3 Gaivotas-de-asa-escura (Larus fuscus)
Quinta do Marim, Olhão

No passado dia 19 de Fevereiro, sexta-feira, foram devolvidas à natureza 3 Gaivotas-de-asa-escura que se encontravam em recuperação.


Estas três aves, um adulto proveniente de Faro e dois juvenis provenientes de Olhão, foram encaminhadas para o RIAS por intermédio de particulares e do SEPNA-GNR de Faro. Duas destas gaivotas ingressaram no centro com traumas de origem desconhecida e a outra com sinais de debilidade e desnutrição. O seu processo de recuperação passou pelo tratamento das lesões e por uma alimentação adequada. Numa fase posterior foram colocadas numa câmara de recuperação exterior onde estiveram em contacto com animais da mesma espécie e onde realizaram treinos de voo.



No momento de devolução à natureza destes animais estiveram presentes cerca de 30 pessoas, entre as quais alunos e professores que se encontravam a participar numa actividade organizada pela Ecoteca de Olhão, técnicos, estagiários e voluntários do RIAS. Estas aves foram baptizadas pelos alunos de 'Mukao', 'Dexter' e 'Eva' .

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Workshop: Anatomia e Necrópsia de Aves Selvagens - 2ª Edição

A ALDEIA apresenta a 2ª edição do Workshop de Anatomia e Necrópsia de Aves Selvagens, a realizar em Olhão no Parque Natural da Ria Formosa. Este evento, dirigido a estudantes e profissionais das áreas da Medicina Veterinária, Biologia e outras Ciências Ambientais, pretende disponibilizar informação sobre anatomia comparada de aves selvagens, com destaque para os aspectos de maior relevância para a clínica de recuperação, abordando também as técnicas e a importância do exame post mortem.



Programa:

4 de Março, Sexta-feira
(local: Quinta de Marim - Parque Natural da Ria Formosa, Olhão)

17:00 – 18:00 – Secretariado
18:00 – 18:30 – Apresentações
18:30 – 20:30 – Taxonomia, morfologia e topografia de aves selvagens
- Anatomia externa comparada
- Identificação de espécies
- Aspectos anatómicos mais relevantes

5 de Março, Sábado
(local: Quinta de Marim - Parque Natural da Ria Formosa, Olhão)

9:00 – 11:00 – Anatomia de aves selvagens- Sistema Músculo-esquelético - Anatomia e Fisiologia Respiratória - Anatomia e Fisiologia Digestiva - Integumento
11:00 – 11:30 – Intervalo
11:30 – 13:00 – Doenças das aves selvagens
- Patofisiologia das principais doenças
- Lesões macroscópicas mais comuns
13:00 – 15:00 – Pausa para almoço
15:00 – 17:00 – Técnicas de Necrópsia de aves selvagens
- apresentação de vídeos de necrópsias de várias espécies de aves
17:00 – 17:30 – Intervalo
17:30 – 19:00 - Aspectos médico-legais
- Determinação das principais causas de morte
- Introdução às técnicas de estimação da data da morte
- Aspectos legais
- Recolha de amostras durante as necrópsias
- Elaboração de relatórios
- Casos práticos

6 de Março, Domingo
(local: Quinta de Marim - Parque Natural da Ria Formosa, Olhão)

10:00 – 12:30 – Realização de necrópsias (sessão prática I)
- realização de necrópsias de diferentes espécies, por parte dos participantes, divididos em vários grupos de trabalho.
12:30 – Pausa para almoço
15:00 – 17:30 – Realização de necrópsias (sessão prática II)
- realização de necrópsias de diferentes espécies, por parte dos participantes, divididos em vários grupos de trabalho.
18:00 – Encerramento


INSCRIÇÕES ENCERRADAS

CONTACTOS:

Correio electrónico: rias.aldeia@gmail.com
Tel: 927659313

FORMADORES:

Médicos Veterinários:

Ricardo M. L. Brandão
Licenciado em Medicina Veterinária pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com formação adicional em Biologia da Conservação. Coordenador do Programa Antídoto – Portugal desde 2003. Técnico Colaborador do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, no Parque Natural da Serra da Estrela, entre 2005 e 2008. Coordenador e Médico Veterinário do Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS), através da Associação ALDEIA, desde 2009.


Hugo A. R. Castro Lopes
Licenciado em Medicina Veterinária pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Trabalho exclusivo em Medicina e Cirurgia de Aves no The Raptor Center, University of Minnesota, entre 2003 e 2005, onde completou um Internato e foi Director Clínico Assistente. Desde 2006 exerce clínica privada de animais de companhia exóticos em Lisboa. Desde 2007 é também veterinário e coordenador técnico do Centro de Recuperação de Animais Selvagens de Montejunto. Desde 2009 é co-coordenador e Médico Veterinário do Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens (RIAS), no Parque Natural da Ria Formosa, através da Associação ALDEIA.


Destinatários:

Estudantes e Profissionais das áreas da Medicina Veterinária, Biologia e outras Ciências Ambientais, e todos os interessados em recuperação de fauna silvestre.

Alojamento:

Informações sobre alojamento em Olhão disponíveis aqui

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Libertação: 12 de Fevereiro de 2011

Libertação de 1 Perdiz-vermelha (Alectoris rufa)
Lagoa dos Salgados, Albufeira


No passado dia 12 de Fevereiro procedeu-se à libertação de uma Perdiz-vermelha que se encontrava em recuperação a cerca de uma semana no nosso centro.
Esta ave foi encontrada na Lagoa dos Salgados por um particular que a recolheu e mediante a equipa SEPNA/GNR de Albufeira, a reencaminhou para o RIAS.

Após o exame clínico concluiu-se que o animal encontrava-se um pouco debilitado pelo que o processo de recuperação consistiu em alimentação adequada e algum descanso.

Antes da sua libertação foram também efectuados alguns treinos de voo com o objectivo de se verificar se o animal já teria recuperado todas as forças.

Foi devolvida à Natureza pelos particulares que a encontraram, que a baptizaram de Felizarda.



quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Associação ALDEIA - Tour Europeu do Voluntariado


A associação ALDEIA esteve representada no passado dia 8 de Fevereiro no Tour Europeu do Voluntariado (Fórum Picoas).

O Tour Europeu do Voluntariado tem como objectivo a promoção e a troca de experiências não só entre as diferentes instituições, bem como entre os voluntários presentes no evento.

Foi realizada uma breve apresentação sobre o voluntariado no Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) - Gouveia, e no Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens (RIAS) - Olhão.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Libertação: 3 de Fevereiro de 2011

Libertação de 3 Gaivotas-de-asa-escura (Larus fuscus)
Quinta de Marim, Olhão

O RIAS procedeu à libertação de 3 Gaivotas-de-asa-escura (Larus fuscus), até agora em recuperação no nosso centro.

Estes animais, provenientes de Portimão e Vilamoura, foram recolhidos pelas equipas SEPNA/GNR e particulares que as encontraram imobilizadas na praia. Ingressaram com sinais de debilidade, diarreia e parésia dos membros posteriores. Foram mantidos no internamento do centro, de forma a serem alimentados adequadamente e recuperarem as forças. Passados alguns dias e após a completa recuperação das forças, foram transferidos para câmaras de recuperação onde exercitaram o voo.

Foram devolvidas à Natureza por particulares, técnicos e voluntários do RIAS.






Campanha de angariação de material RIAS

 
CAMPANHA DE ANGARIAÇÃO DE MATERIAL RIAS


O RIAS tem uma campanha de angariação de materiais com os objectivos de dar continuidade à remodelação e manutenção das instalações e aumentar a qualidade e diversidade de equipamentos disponíveis no centro. Deste modo, será possível melhorar o trabalho desenvolvido no RIAS e dar início a novos projectos de elevada importância para a recuperação e conservação de fauna selvagem em Portugal.

Ao participar nesta campanha, o seu contacto será inserido na lista de divulgação do RIAS para que possa receber informações sobre as próximas actividades em que poderá participar, tornando-se, desta forma, um membro activo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal.

Esta campanha complementa a campanha de apadrinhamento de animais selvagens em recuperação já desenvolvida (ver aqui). Visa também ser uma forma de divulgação e aproximação da população em geral ao trabalho desenvolvido pelos centros de recuperação de fauna selvagem.


MATERIAL NECESSÁRIO:

Materiais de construção:
Carrinho de mão
Berbequim
Rede metálica
Rede sombra

Madeira diversa
Pregos e parafusos
Arame e corda
Picareta
Toldos

Materiais de jardinagem:
Tesouras de poda
Enxada
Picareta
Ancinho
 
Electrodomésticos:
Esquentador
Varinha mágica
Micro-ondas

Materiais de escritório:
Computador
Fotocopiadora
Mesas
Estantes
Resmas de papel
Micas

Marcadores de quadro branco
Envelopes
Placards de cortiça

Materiais de laboratório:
Lupa de laboratório
Medidor portátil de lactato (e tiras de medição)
Tiras de medição para medidor portátil de glucose
Películas e líquidos para raio-X
Tubos e frascos para recolha de amostras
Pipetas
Seringas e agulhas
Termómetro
Estufa
Luvas descartáveis

Materiais de limpeza:
Detergentes
Rolos de papel
Vassouras
Esfregonas e baldes

Outros:
Viatura

Binóculos
Cadeados e correntes
Fechaduras
Transportadoras para animais
Lâmpadas IV
Ração de cão, gato, pintainhos e patos
 
Caso pretenda ajudar o RIAS fornecendo algum tipo de material, contacte-nos!
Agradecemos desde já a sua colaboração neste projecto de conservação e recuperação de fauna selvagem.


Mais informações em: www.aldeia.org
Contactos RIAS: 927659313 / rias.aldeia@gmail.com