O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Libertações: 11 de Novembro de 2011

Devolução à natureza de 1 camaleão (Chamaeleo chamaeleon) e de 1 mocho-galego (Athene noctua)
Quinta de Marim, Olhão


No dia 11 de Novembro deu entrada no RIAS um camaleão após ter sido recolhido na estrada por um particular.

Visto que o réptil não apresentava nenhum tipo de lesão e encontrava-se em excelentes condições físicas o animal foi imediatamente libertado.

A libertação contou com a presença da turma técnica de Museografia e Gestão do Património da Escola Profissional do Areal Gordo - IEFP, que visitou o Parque Natural da Ria Formosa numa actividade inserida no módulo de Património Ambiental do curso.



No dia 18 de Junho deu entrada no RIAS uma cria de mocho-galego após ter caído do ninho no Fórum Algarve de Faro e ter sido recolhido pela equipa SEPNA/GNR-Faro.

Visto que se tratava de uma cria, o seu processo de recuperação consistiu em alimentação regular a treinos de voo e caça com indivíduos da mesma espécie.

Após se verificar que o animal voava e caçava naturalmente procedeu-se à sua libertação que contou com a presença do Vice-Presidente do ICNB Dr. Carlos Figueiredo, do Dr. João Alves, Director do Departamento de Gestão de Áreas Classificadas - Sul e do Dr. Nuno Grade, biólogo e supervisor do Parque Natural da Ria Formosa , que visitaram as instalações do centro. O mocho foi baptizado de "Carlos".


Sem comentários: