O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Libertação: 01 de Julho de 2011

Devolução à naureza de um cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa) e um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus)
Quinta de Marim, Olhão


Este animal foi encontrado na zona de Faro por um particular, que mediante a equipa SEPNA-GNR o reencaminhou até ao centro.

No exame clínico não foram detectadas lesões, encontrando-se apenas em pouco desidratado e debilitado. Assim sendo, o processo de recuperação consistiu apenas em descanso e hidratação.

Após alguns dias e já com forças recuperadas, foi devolvido à natureza por técnicos do RIAS.


video


Este ouriço-cacheiro foi encontrado em Olhão por um particular, que o recolheu e entregou no RIAS.
No momento da recepção foi detectado que o animal encontrava-se muito debilitado. Após o exame clínico foi possível determinar que a causa de ingresso provável terá sido envenenamento.
O processo de recuperação consistiu em descanso e fluidoterapia. Alguns dias depois e já com o seu estado clínico estabilizado, foi-lhe fornecido alimento sólido.

Foi devolvido à natureza por técnicos do RIAS, que o baptizaram de Lifebloom.



video

2 comentários:

Maria Domingas Ferreira disse...

Parabéns pelo vosso trabalho. É gratificante verificar a variedade de animais que merecem a vossa atenção.

RIAS disse...

Olá Maria, muito obrigado pelas simpáticas palavras! Até breve!