O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Poesias do RIAS

O RIAS apresenta uma nova rubrica dedicada à poesia sobre fauna selvagem autóctone.

A primeira publicação é da autoria de um dos nossos estagiários, Mauro Hilário, a quem desde já agradecemos a inspiração.


Corvo-marinho-de-faces-brancas

Grandes aves marítimas morenas,
bastante coloridas são as suas faces.
Impermeáveis são as suas penas,
que de redes precisam de desenlaces.

Ao sol quente secam as suas asas,
e mergulham para apanhar o peixe.
Os pescadores os querem nas brasas,
mas ainda há quem lute e não deixe.

Phalacrocorax carbo
Fotografia de Thijs Valkenburg


Caso pretenda colaborar nesta rubrica, por favor envie-nos as suas poesias para:

Sem comentários: