O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Libertação: 15 de Outubro de 2010

Libertação de 5 Gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis), 4 Gaivotas-de-asa-escura (Larus fuscus) e 4 Guinchos (Larus ridibundus)
Portimão

No dia 15 de Outubro o RIAS em parceria com o ATL Santa Teresinha devolveu à Natureza 13 aves recuperadas no centro.
Estes animais foram encaminhados para o centro através do serviço SEPNA-GNR e encontravam-se bastante debilitados. O processo de recuperação consistiu e alimentação adequada e na fase final treinos de voo.


video


video

Libertação: 14 de Outubro de 2010

Libertação de 4 Gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis) e 4 Gaivotas-de-asa-escura (Larus fuscus)
Olhão

No passado dia 14 de Outubro o RIAS procedeu à libertação de 4 Gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis) e 4 Gaivotas-de-asa-escura (Larus fuscus) juntamente com a Ecoteca de Olhão.


Estas aves ingressaram no RIAS muito debilitadas pelo que o seu processo de recuperação consistiu em fluidoterapia na fase inicial, passando posteriormente a ser fornecido alimentação sólida. Após recuperarem forças foram transferidas para uma câmara exterior para treinos de voo.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Libertação: 10 de Outubro de 2010

Libertação de 1 Tartaranhão-ruivo-dos-pauis (Circus aeruginosus)
Sitio das Fontes, Lagoa

Esta ave foi encontrada por um particular que a encaminhou para o centro. Após o exame clínico do animal não se verificaram lesões apenas alguma debilidade. A sua recuperação consistiu em alimentação adequada e descanso.

Após alguns dias de monitorização da sua condição clínica, o animal foi transferido para uma câmara exterior para treino de voo.

Foi devolvida à Natureza tendo sido baptizada de Pincho.





video

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Libertação: 10 de Outubro de 2010

Libertação de 1 Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)
Portimão

No passado Domingo o RIAS, em colaboração com a Associação Oncológica do Algarve, procedeu à libertação de 1 Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo) acção esta inserida na 10ª edição da Mamamaratona que decorreu em Portimão.




Esta ave ingressou no centro bastante debilitada. Após a realização de um exame clínico e raio-x, verificou-se a existência de vários chumbos. O processo de recuperaçao consistiu no tratamento das feridas, alimentação adequada e muda completa de penas que se encontravam bastante danificadas no momento de ingresso. Na fase final da recuperação foram realizados treinos de voo e caça e contacto com outros animais da mesma espécie.

Este animal foi apadrinhado pela Equipa Mahatma Gandhi (C.N.E.) que o baptizaram de Scout. A libertação foi realizada por elementos desta equipa, pelo Presidente da Associação Oncológica do Algarve, pelo participante mais antigo da Mamamaratona e uma representante da Câmara Municipal de Portimão.




video

O RIAS agradece a excelente colaboração da Associação Oncológica do Algarve que nos permitiu realizar esta acção!

Presentes nesta libertação estiveram também repórters da SIC que fizeram a cobertura desta libertação:
(6:40m)

Libertação: 9 de Outubro de 2010

Libertação de 1 Coruja-das-torres (Tyto alba)
Quinta do Marim, Olhão

Esta ave ingressou no RIAS no inicio do mês de Setembro e tratava-se de um juvenil. Não apresentava sinais clínicos pelo que a sua recuperação consistiu apenas em alimentação, treino de voo e caça.
Foi devolvida à Natureza pelos padrinhos que a baptizaram de Tyto.


video

Libertação: 6 de Outubro de 2010

Libertação de 2 Mochos-galegos (Athene noctua)
Estói, Faro

Estas duas aves foram encontradas por particulares e ingressaram no centro por motivos diferentes. Uma das aves encontrava-se debilitada pelo que o tratamento consitiu maioritariamente em alimentação e monitorização do seu estado clínico. A outra ave foi encontrada junto à estrada e apresentava sinais de atropelamento. Neste o tratamento consistiu em anti-inflamatório e alimentação. Em ambos os casos os animais foram sujeitos a treinos de voo e caça. Os animais foram baptizados por padrinhos de Toy e Fábio.


As aves das Salinas da Ria Formosa

No passado dia 3 de Outubro o RIAS realizou uma saída de campo para observação de aves no Parque Natural da Ria Formosa, acção esta inserida no Fim-de-semana Europeu de Observação de Aves.

Esta visita foi guiada por Thijs Valkenburg e Fábia Azevedo e decorreu nas salinas da Fuseta, onde estiveram presentes 20 participantes.



Foram observadas 40 espécies diferentes nomeadamente:

  • Corvo-marinho (Phalacrocorax carbo)
  • Carraceiro (Bubulcus ibis)
  • Garça-branca (Egretta garzetta)
  • Garça-real (Ardea cinerea)
  • Cegonha-branca (Ciconia ciconia)
  • Colhereiro (Platalea leucorodia)
  • Pato-real (Anas platyrhynchos)
  • Pernilongo (Himantopus himantopus)
  • Alfaiate (Recurvirostra avosetta)
  • Borrelho-grande-de-coleira (Charadrius hiaticula)
  • Borrelho-de-coleira-interrompida (Charadrius alexandrinus)
  • Tarambola-cinzenta (Pluvialis squatarola)
  • Seixoeira (Calidris canutus)
  • Pilrito-das-praias (Calidris alba)
  • Pilrito-pequeno (Calidris minuta)
  • Pilrito-de-peito-preto (Calidris alpina)
  • Milherango (Limosa limosa)
  • Fuselo (Limosa lapponica)
  • Maçarico-galego (Numenius phaeopus)
  • Maçarico-real (Numenius arquata)
  • Perna-vermelha (Tringa totanus)
  • Perna-verde (Tringa nebularia)
  • Rola-do-mar (Arenaria interpres)
  • Gaivota-de-cabeça-preta (Larus melanocephalus)
  • Guincho (Chroicocephalus ridibundus)
  • Gaivota-d’asa-escura (Larus fuscus)
  • Gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
  • Garajau-grande (Sterna caspia)
  • Mocho-galego (Athene noctua)
  • Guarda-rios (Alcedo atthis)
  • Cotovia-de-poupa (Galerida cristata)
  • Andorinha-das-barreiras (Riparia riparia)
  • Andorinha-das-chaminés (Hirundo rustica)
  • Andorinha-dos-beirais (Delichon urbica)
  • Alvéola-amarela (Motacilla flava)
  • Fuinha-dos-juncos (Cisticola juncidis)
  • Toutinegra-dos-valados (Sylvia melanocephala)
  • Felosa-musical (Phylloscopus trochilus)
  • Pardal (Passer domesticus)
  • Gaivota de bico fino (Larus genei)

No final da visita os participantes tiveram a oportunidade de assistir à devolução à Natureza de um Borrelho-grande-de-coleira (Charadrius hiaticula) que esteve em recuperação no RIAS. Esta ave foi encontrada por um particular que o recolheu e entregou no centro. Encontrava-se muito debilitada pelo que o processo de recuperação consistiu em administração de fluídos, alimentação adequada e descanso. Foi baptizada Martim.

video

Libertação: 2 de Outubro de 2010

Libertação de 2 Peneireiros-vulgares (Falco tinnunculus)
Sagres

No âmbito do Festival de Observação de Aves, que decorreu em Sagres entre 1 e 3 de Outubro e onde o RIAS esteve presente dinamizando um pequeno stand de divulgação, foram libertados 2 Peneireiros-vulgares recuperados neste centro. Os dois animais foram recolhidos por particulares por estarem bastantes debilitados. O processo de recuperação consistiu em alimentação adequada e treinos de voo e caça.
Uma das aves foi libertada pelo Presidente da Câmara de Vila do Bispo e Presidente da Junta de Freguesia de Sagres e a outra foi libertada por um dos voluntários do RIAS tendo sido baptizadas respectivamente de Sagres e Cabo de São Vicente.

video

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Libertação: 29 de Setembro de 2010

Libertação de um Camaleão (Chamaeleo chamaeleon)
Quinta do Marim, Olhão

Este pequeno Camaleão foi encontrado e recolhido por um particular que o encaminhou para o centro. Tratava-se de uma cria e não apresentava qualquer lesão. Os Camaleões são animais que após o nascimento são completamente independentes dos progenitores, por isso após se ter alimentado procedeu-se à sua libertação. Foi baptizado de Bichinho Mini-Milk.



video