O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Campanha de Apadrinhamentos RIAS'10


O RIAS encontra-se a desenvolver uma campanha que permite o apadrinhamento de um animal selvagem que se encontre em recuperação no centro.

Ao apadrinhar um animal terá a possibilidade de assistir à sua devolução à Natureza (se tal for possível no final do processo de recuperação) e receberá um certificado de apadrinhamento. Poderá também solicitar informações e fotos do animal apadrinhado. O seu contacto será inserido na lista de divulgação do RIAS para que possa receber informações sobre as próximas actividades em que poderá participar, tornando-se, desta forma, um membro activo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal.

Espécies de animais actualmente em recuperação no RIAS:

Com uma contribuição mínima de 15€ cada:

Mocho-galego (Athene noctua)
Coruja-do-mato (Strix aluco)
Coruja-das-torres (Tyto alba)
Águia-de-asa-redonda (
Buteo buteo)
Águia-calçada (
Aquila pennata)
Águia-cobreira (
Circaetus gallicus)
Peneireiro-vulgar (
Falco tinnunculus)
Gaivota-de-patas-amarelas (
Larus michahellis)
Gaivota-de-asas-escuras (
Larus fuscus)
Cegonha-branca (Ciconia ciconia)
Garça-boieira (Bubulcus ibis)

Com uma contribuição mínima de 25€ cada:

Grifo (Gyps fulvus)
Ganso-patola (Morus bassanus)
Texugo (
Meles meles)
Raposa (
Vulpes vulpes)
Falcão-peregrino (
Falco peregrinus)
Corvo (
Corvus corax)
Bufo-real (
Bubo bubo)

Nota: os valores indicados referem-se a apadrinhamento individual/particular. Caso pretenda ceder apoios através de uma instituição / empresa, os valores mínimos serão de 250€ para qualquer espécie indicada anteriormente (podendo ser deduzidos no IRS ao abrigo da lei do mecenato ambiental).

Esta campanha dará continuidade à já realizada no Natal, sendo agora direccionada apenas para o RIAS, e pretende ser um meio de angariação de fundos para a manutenção e gestão deste centro. Visa também ser uma forma de divulgação e aproximação da população em geral ao trabalho desenvolvido pelos centros de recuperação de fauna selvagem.


Modos de pagamento:

- CHEQUE: Em nome de Associação ALDEIA enviado juntamente com a ficha de apadrinhamento para:
RIAS — Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens
Quinta de Marim — Parque Natural da Ria Formosa — Quelfes
8700— Olhão

- TRANSFERÊNCIA*:
NIB: 003505550004877083028 (Caixa Geral de Depósitos de Olhão)
* Enviar comprovativo de transferência por correio para a morada acima indicada ou por correio electrónico para
rias.aldeia@gmail.com, juntamente com a ficha de apadrinhamento.

1 comentário:

Ribeira disse...

Olà Fabia, I want to send to Rias all my best wishes in your activities...And remember, when I'll have the time to go to the continent, I'll visit your association to put my help there...Send my hello to Thijs...

Beijos,
Costantino http://voluntariosnamadeira.blogspot.com/