RIAS - Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens

O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão. Desde meados de 2009 a sua gestão está a cargo da Associação ALDEIA, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a ANA-Aeroportos de Portugal, através do Aeroporto de Faro.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Devoluções à Natureza de dia 12 de Dezembro de 2017

Devolução à Natureza de 6 gaivotas-d'asa-escura (Larus fuscus) e 6 gaivotas-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
Quinta de Marim - Olhão
12 de Dezembro de 2017



No passado dia 12 de Dezembro foram devolvidas à Natureza 12 gaivotas, das quais 6 eram gaivotas-de-patas-amarelas e 6 gaivotas-d'asa-escura. Destas gaivotas 10 ingressaram no RIAS com sintomas de doença e foram tratadas inicialmente com fluido-terapia e com uma alimentação cuidada. Uma gaivota tinha uma luxação no ombro e outra uma fractura no metacarpo esquerdo. Ambas foram imobilizadas as zonas afectadas e mais tarde realizaram várias sessões de fisioterapia. 


Depois de alguns treinos de voo e de se ter a certeza que, além de estarem a voar em perfeitas condições, também se estavam a alimentar de forma independente, foram finalmente devolvidas à Natureza na Quinta de Marim, em Olhão.





Devolução à Natureza de um cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa)
Quinta de Marim - Olhão
12 de Dezembro de 2017



Este réptil foi encontrado no meio da cidade de Olhão. O cágado apresentava várias fracturas antigas na carapaça e "shellrot", degradação das escamas da carapaça. Após um longo período de recuperação este cágado-mediterrânico foi finalmente devolvido à Natureza, junto a um lago na Quinta de Marim.



Cegonha recuperada no RIAS encontrada na Guiné

Uma cegonha-branca que esteve em recuperação no RIAS foi avistada na Guiné! Esta ave foi entregue no nosso centro pelos Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel no dia 17 de Junho deste ano. Esta cria de cegonha-branca foi encontrada bastante debilitada, mas sem lesões aparentes. Após 25 dias em recuperação no RIAS, a ave foi finalmente devolvida à Natureza




Passados 130 dias (pouco mais de 4 meses) esta jovem cegonha-branca foi avistada na Guiné! Este é mais um caso de sucesso de um animal recuperado no RIAS! 


Esta observação foi conseguida graças à leitura de uma anilha colorida colocada na ave no momento da sua devolução à Natureza. É desta forma que se consegue obter informação sobre animais recuperados neste tipo de centros, informação essa de extrema importância para o nosso trabalho de recuperação de animais selvagens. Veja AQUI mais um caso de sucesso, em que foi observada uma frisada recuperada no RIAS.

Se quiser contribuir na obtenção deste tipo de dados, pode ajudar-nos na aquisição de materiais de marcação de animais recuperados, tais como anilhas coloridas ou transmissores GPS.